12 jul 2006 - 21h28

Quem tem que rezar são os torcedores…

A overdose de futebol que tomou conta do Mundo nos meses de junho e julho não foram suficientes para inspirar os jogadores de Atlético e Fortaleza. Num jogo tecnicamente medíocre, os dois times seguem no rebolo para fugir do rebaixamento. Mesmo com o empate por 0 a 0, quem tem que comemorar alguma coisa é o time cearense, que ficou com um jogador a menos logo no começo da segunda etapa e ainda conseguiu evitar a derrota com o goleiro Márcio, que defendeu um pênalti cobrado por Herrera.

Foram poucas as chances de gol para os dois lados. Nenhuma das equipes mostrou vontade de vencer. Os técnicos Givanildo Oliveira e Hélio dos Anjos não cansaram de berrar da área técnica com seus comandados, mas nada parecia surtir efeito na agradável noite de Curitiba, que marcou 18 graus durante o jogo.

Ferreira e Evandro não conseguiam passar pelo bloqueio no meio campo imposto pelos cearenses. Jancarlos e Moreno também não aproveitaram as boas chances nas laterais e pouco produziram. No Fortaleza, que jogou com 6-3-1, Finazzi era o único homem que poderia incomodar o goleiro Cléber. Mas a bola teimava em queimar os pés dos atletas.

O segundo tempo parecia ser melhor, quando o árbitro expulsou Jorge Dutt. O que se viu foi um Atlético sem vontade, sem garra, criando desconfiança no torcedor com relação a um possível rebaixamento para a série B. E a desconfiança ficou maior ainda quando Herrera perdeu um pênalti, já no fim do jogo, para desespero dos nove mil atleticanos.

%ficha=497%

Confira os principais momentos da partida

Primeiro Tempo
12 min – Ferreira puxou o contra-ataque e tocou para Neto Baiano. No cruzamento Pedro Oldoni mandou de cabeça para fora
17 min – Cristian arrancou pela esquerda, passou por dois marcadores e chutou ao gol. O goleiro do Fortaleza fez boa defesa
19 min – Nunes tabelou dentro da área atleticana. O chute foi para fora
36 min – Contra-ataque do Fortaleza. Cléber saiu bem do gol e evitou a abertura do placar
46 min – Fim do primeiro tempo

Segundo Tempo
02 min – Jorge Mutt fez falta violenta em Jancarlos. Como já tinha o amarelo, foi expulso
14 min – Escanteio da direita. Finazzi subiu sozinho mas cabeceou em cima de Cléber
30 min – Válber fez boa jogada pela direita e deu o primeiro chute a gol no segundo tempo
31 min – O Atlético começou a pressionar. Denis Marques chutou prensado e quase fez
37 min – Pênalti para o Atlético. Márcio derrubou Neto Baiano dentro da área
39 min – Herrera chutou fraco, em cima do goleiro. No rebote o próprio Herrera chutou para fora
47 min – Fim do jogo



Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…