13 jul 2006 - 18h51

Dagoberto diz que psicológico não foi o motivo

Belíssima acabou, mas a novela Dagoberto ainda continua. Em entrevista ao jornal Gazeta do Povo, o atacante atleticano afirmou que o motivo dado pelo técnico Givanildo Oliveira à imprensa sobre sua ausência no jogo contra o Fortaleza não o convence.

Segundo o jogador, a decisão de o manter afastado dos gramados teria sido da diretoria atleticana e que se dependesse do treinador ele estaria em campo. “No dia em que fui tirado do treino ele me disse: ‘Por mim você joga, mas a diretoria achou por bem te deixar fora agora’. Falei que tudo bem, ia continuar trabalhando da forma como eles queriam então”, declarou.

O treinador atleticano disse na última terça-feira que o atacante só não jogaria porque estaria abalado psicolagicamente por fatores extra-campo. Questionado se iria tentar falar com Givanildo sobre esse episódio o atleta, em tom de ironia, disse que irá continuar seus trabalho no CT do Caju para caso seu emocional melhorar ele ser relacionado para o clássico contra o Paraná, domingo, no Pinheirão. "Não tenho nada para conversar com ele, não. Vou continuar treinando. Vai que domingo acham que meu psicológico melhorou e me colocam pra jogar”, finalizou.



Últimas Notícias