13 jul 2006 - 10h31

Manchetes atleticanas desta quinta-feira

Atlético: bem pior que a seleção
O Rubro-Negro foi um espelho da equipe que fracassou na busca pelo hexa. Os laterais Jancarlos e Moreno estavam tão perdidos quanto Cafu e Roberto Carlos; os meias Evandro e Ferreira, apáticos como Kaká e Ronaldinho; e a dupla de ataque Neto Baiano e Pedro Oldoni, mais parada do que Ronaldo e Adriano.

 

Parece que o Atlético ficou só vendo a Copa
Os quase 40 dias de treino parecem não ter valido nada para o Atlético. Numa atuação sofrível, o Rubro-Negro criou pouco, errou muito, perdeu pênalti e ficou num magro empate em 0 a 0 com o Fortaleza, ontem, na Baixada. Saiu de campo merecidamente vaiado pela torcida e com o moral baixo para o clássico com o Paraná Clube, domingo, no Pinheirão.

 

Seleção inspira o Atlético
O futebol medíocre da Copa da Alemanha parece ter inspirado Atlético e Fortaleza. Ontem na Baixada, as duas equipes fizeram uma partida modorrenta, que terminou com o emblemático placar de 0 a 0. Além do resultado ruim, o time da casa foi obrigado a engolir ainda uma grave ofensa da sua torcida. “Ão, ão, ão, tá parecendo a seleção”, gritaram torcedores no final do jogo. Logo depois, cantaram outra música de protesto: “nosso time é uma b…”.

 

Atlético-PR e Fortaleza não saem do 0 a 0
Em jogo chato, feio e tecnicamente ruim, Atlético Paranaense e Fortaleza empataram em 0 a 0 nesta quarta-feira, na Kyocera Arena, em Curitiba. Mesmo jogando com um homem a mais desde o início do segundo tempo – Jorge Mutt foi expulso – os donos da casa não conseguiram furar a defesa dos cearenses.

 

Atlético tropeça e irrita a galera
Nada mudou. Nem mesmo os 40 dias de treinamento foram suficientes para dar ao Atlético a força suficiente para o time fazer bonito no Campeonato Brasileiro. Ontem, mesmo jogando contra um Fortaleza que estava com 10 em campo, o Furacão não conseguiu ir além de um melancólico empate em 0 X 0, em jogo realizado na Arena da Baixada. No final, a torcida não perdoou e mandou vaia pra todos os lados. Sobrou até para os gandulas.

 


Últimas Notícias