14 jul 2006 - 20h27

Atleticanos criticaram arbitragem da final

Apesar de o Atlético não conseguir converter em gols as várias chances criadas durante o primeiro Atletiba da final do Campeonato Metropolitano Infantil, a verdade é que a arbitragem foi decisiva para o resultado final do clássico. No segundo tempo, os atleticanos reclamaram de duas penalidades máximas que o árbitro Helanderson Carneiro Roseira deixou de marcar. A primeira delas aconteceu em uma falta em cima do atacante Henrique aos 14 minutos. O jogador invadiu a área e quando ia chutar foi atingido pelo goleiro adversário.

O segundo lance polêmico aconteceu após uma cobrança de escanteio. Na pequena área, o jogador do Coritiba segurou a bola com as mãos, mas novamente o árbitro nada sinalizou. “A arbitragem influenciou muito no resultado. Tivemos dois pênaltis a nosso favor que não foram marcados”, contou o atacante Henrique.

No lance seguinte, o segundo assistente inverteu um lateral e o técnico Marquinhos Santos reclamou, sendo excluído da partida. “Não gosto de comentar sobre isso, mas a arbitragem foi fundamental para o resultado deste primeiro jogo. Foram dois lances que poderiam determinar a vitória a nosso favor e iríamos para definir no nosso CT com mais tranqüilidade”, avaliou o treinador.



Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…