14 jul 2006 - 8h51

Manchetes atleticanas desta sexta-feira

Safra ruim, time pior
Nenhuma grande revelação das categorias de base e onze jogadores contratados – até agora os seis que estrearam não convenceram. Este é o saldo das peças de reposição rubro-negras em 2006. Bem diferente do que o torcedor se acostumou a ver nos anos anteriores: a manutenção do nível depois da negociação de jogadores de qualidade.

 

Dagoberto agora é a solução do Atlético?
A péssima apresentação diante do Fortaleza pode precipitar um fato considerado improvável há alguns dias: a reaproximação, ainda que momentânea, entre Atlético e Dagoberto. Barrado por “questões psicológicas”, segundo o técnico Givanildo de Oliveira, o atacante tem boas chances de retornar ao time no clássico contra o Paraná Clube, domingo, no Pinheirão.

 

Givanildo mentiu, afirma Dagoberto
O atacante Dagoberto, 23 anos, afirmou ontem que o técnico Givanildo Oliveira mentiu à imprensa. “Tivemos uma conversa uma semana atrás e ele deixou bem claro porque não me colocaria no time”, disse o jogador, em entrevista à rádio Transamérica. “Ele falou que era um problema da diretoria, que eles se reuniram e acharam que era melhor eu não jogar”, contou. “Depois ele (Givanildo) veio falando que era por problemas psicológicos. Não tenho problema nenhum. Não venham encher lingüiça agora”, declarou.

 

Givanildo não teme pressão da torcida do Atlético-PR
A torcida do Atlético-PR voltou a pedir a saída do técnico Givanildo de Oliveira, mas ele diz que não se incomodou com isso. O treinador afirmou que os gritos de "fora, Givanildo", que voltaram após o empate sem gols com o Fortaleza, na última quarta-feira, na Arena da Baixada, fazem parte do trabalho.

 

Dagoberto poderá até jogar no domingo
A revolta do atacante Dagoberto, que chamou o técnico Givanildo de Oliveira de mentiroso, entre outras coisas, parece ter dado resultado. Dagoberto participou do rachão de ontem, no CT do Caju, e existe até a possibilidade dele ser aproveitado no clássico de domingo, contra o Tricolor da Vila, no Pinheirão.

 


Últimas Notícias

Brasileirão A1|Opinião

NEM 8, E NEM 80

O título do que será relatado abaixo, resume muito o sentimento desse ilustre torcedor quem vos escreve.   Na noite de ontem o Furacão entrou…