20 jul 2006 - 11h05

Pedro Oldoni tem boas lembranças do Rio de Janeiro

Se for escolhido pelo técnico Givanildo Oliveira para compor a dupla de ataque atleticana, contra o Vasco, neste domingo, em São Januário, o atacante Pedro Oldoni terá a oportunidade de voltar a jogar em uma cidade que lhe traz boas lembranças.

Dia 29 de abril deste ano, Atlético e Botafogo se enfrentaram no Rio de Janeiro pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. O Furacão não vivia um bom momento, amargando um jejum de 55 dias sem saber o que era vencer. Foi então que o atacante de apenas 19 anos resolveu mostrar seus predicados. Marcou de barriga, de pé esquerdo e de direito, fazendo três dos quatro gols da goleada atleticana sobre o time carioca.

De quebra, o jogador entrou para história do Atlético, igualando um feito já realizado por outros onze jogadores atleticanos: o de maior artilheiro em um único jogo de Campeonato Brasileiro.

O Atlético nunca venceu o Vasco em São Januário e o jovem atleta pode ser uma das esperanças de gol do Rubro-Negro. Balançando as redes, o jogador pode quebrar este “jejum” de vitórias na cidade carioca, ajudar o Furacão a esquecer o “fantasma” da zona de rebaixamento e fazer as pazes com a torcida.

O atacante foi titular nas duas últimas partidas do time atleticano, mas sua escalação para o jogo deste domingo ainda não está confirmada. O técnico Givanildo Oliveira afirmou não estar contente com a falta de gols e poderá fazer mudanças no ataque rubro-negro. Denis Marques, Ferreira, Neto Baiano e Pedro Oldoni disputam duas vagas.



Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…