21 jul 2006 - 18h02

Vadão é o nome mais cotado entre os setoristas

A menos de três horas do comunicado oficial do desligamento do técnico Givanildo Oliveira do comando do Atlético, ainda é muito cedo para se afirmar quem será o novo treinador do clube. Os principais dirigentes do clube, Mario Celso Petraglia e João Augusto Fleury da Rocha, foram informados por Givanildo de seu afastamento apenas no meio da tarde. No entanto, de acordo com o diretor esportivo Marcos Moura Teixeira, os diretores já estudam alguns nomes e o acerto pode ser anunciado nas próximas horas.

Por enquanto, surgem apenas as especulações, sempre sondando nomes de técnicos desempregados no atual momento ou então de profissionais cujos nomes chegaram a ser mencionados em ocasiões anteriores.

O nome mais cotado do momento entre os setoristas que cobrem o dia-a-dia do Atlético é o de Oswaldo Alvarez, que já teve duas passagens pelo Atlético. Ele dirigiu o time em 1999, levando o Atlético à conquista da Seletiva, e permaneceu no cargo até o ano seguinte, comandando também a campanha de estréia na Libertadores. Em 2003, ele voltou ao clube e trabalhou em um perío do Campeonato Paranaense e no primeiro turno do Brasileiro. Como o time fazia má campanha, foi demitido e substituído por Mário Sérgio. O último clube de Vadão foi a Ponte Preta.



Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…