O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
22 jul 2006 - 7h31

Alegria, alegria minha gente!

Nem estou acreditando, mas é verdade, o técnico foi embora! E já foi tarde. Não digo tarde demais, mas faltou pouco. Agora cabe a nossa diretoria escolher um novo comandante para o time. Fala-se no Vadão, na minha opinião uma boa opção, mas tem uma melhor. O Geninho.

Este sim uma ótima opção. Bom, que seja como for, melhor que o anterior isso sem dúvida deverão ser, afinal nós somos torcedores do clube com um dos melhores patrimônios do país e portanto deveremos ter um time a altura, mesmo que este que está aí também deverá haver uns certos cortes para que possamos iniciar de vez uma campanha boa, mesmo que tardia em parte.

Não que o anterior fosse um péssimo comandante, é que ele não tinha o perfil de técnico de times do sul do país, e as características dos times formados no Atlético são de times ativos em campo e não passivos. Afinal como em um texto anterior mencionado por mim, ninguém chega a dois títulos nacionais na série A e B, vice de uma Libertadores, campeão por diversas vezes no estado e mantinha até a data de hoje uma campanha medíocre no nacional.

Já foi tarde Sr. Givanildo, e digo que a única lição deixada pelo senhor nestas bandas é a que técnico de praças onde o futebol só tem representantes na segundona em sua maioria e terceirona, nunca deveriam ser contratados para treinar um time de primeira divisão como o nosso Atlético e ficar olhando de modo bisonho a banda passar e os pontos perdidos acabando com a alegria e esperança dos torcedores atleticanos.

Como um dia eu disse para o Lottar “vai com Deus” e seja feliz onde você estiver, porque aqui, você só poderá um dia voltar a treinar o Atlético o dia que você aprender a treinar os seus comandados e manter a disciplina e comando dos mesmos.

Considerando a saída deste técnico, águas passadas, vamos agora voltar para a questão do grupo que está sendo colocado em campo. Não acredito ser possível que não tenha um que saiba jogar bem uma bola, pelo menos deve haver nestes mais de 40 disponíveis uns 22 que saibam tocar e jogar corretamente. Os juniores estão aí, será que nem um deles tem lugar neste time? Acredito que pelo menos uns cinco tem. Os demais ainda devem esperar mais um pouco, mas no futuro próximo também deverão ser chamados.

O palpite está dado, mesclando estes juniores como os que estão de fato produzindo neste atual elenco, acho que formaremos um bom time. Lógico que isso dependerá do novo técnico. Mas acredito que deverá ser um homem de bom senso e de pulso forte para deixar os nossos jogadores do jeito que gostamos. Combatentes e valentes nas jogadas.

Com relação ao “caso Dagoberto”, se ele foi o estopim ou teve uma parcela na saída do técnico por indisciplina para com o comandante. O mesmo na minha opinião, fica arriscado a sua permanência, afinal, quem demonstrou que, a sua maior vontade é sair e não ficar, então que vá, mas sem antes acertar com o nosso Atlético Paranaense as custas que nos causou neste seu período inativo no clube. Pode até ser um “acidente de trabalho”, mas ele nunca deveria tratar a sua renovação de contrato com o clube que o lançou como leilão de quem der mais.

E por último o que tenho a dizer é: avante rubro-negro, pois as vitórias no futuro próximo nos esperam.



Últimas Notícias