22 jul 2006 - 10h27

Manchetes atleticanas deste sábado

Após tanta pressão, Givanildo vai embora
Em meio à preparação para o jogo de amanhã contra o Vasco, o técnico Givanildo Oliveira deixou o comando do Atlético. Enquanto os jogadores se aqueciam para o coletivo marcado para ontem à tarde – que acabou se transformando em um rachão –, o treinador foi embora do CT do Caju acompanhado pelo preparador físico Wellington Vero e o auxiliar técnico Pedro Manta, ambos também de saída.

 

Givanildo se mandou junto com seus auxiliares
Quatro meses, alguns desencontros e muita polêmica depois, Givanildo de Oliveira torna-se página virada na história do Atlético. E de forma tão surpreendente quando na ocasião de sua chegada: na antevéspera do jogo contra o Vasco, o técnico deixa o clube sem comunicar o motivo. Osvaldo Alvarez, o Vadão, deve ser apresentado na segunda-feira como novo comandante da equipe.

 

Givanildo diz adeus ao Atlético
Givanildo Oliveira não é mais o técnico do Atlético. Ele anunciou sua decisão na última sexta-feira, por volta das 15h30, pouco antes do treino de preparação para o jogo de domingo, contra o Vasco, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador, que deixou o CT do Caju acompanhado do auxiliar Pedro Manta e do preparador físico Wellington Vero, não quis dar entrevistas. Apenas comunicou sua saída e avisou que, em breve, explicará os motivos.

 

Givanildo não explica saída do Atlético-PR
Givanildo de Oliveira deixou o comandando técnico do Atlético-PR na tarde desta sexta-feira. Sem querer gravar entrevistas, o técnico saiu de carro do CT do Caju e apenas confirmou para os jornalistas que estava deixando o clube.

 

Givanildo entrega cargo e deixa o Atlético-PR
Givanildo Oliveira não é mais técnico do Atlético. O treinador surpreendeu a todos e entregou o cargo à diretoria, que ainda não definiu um substituto. O interino Nilson Borges, ao lado de Privati, é quem deve assumir o time na partida de amanhã, às 16 horas, contra o Vasco, em São Januário.

 

Givanildo não trabalha mais no Atlético
O inevitável acabou acontecendo. Mais dia, menos dia, o Givanildo iria cair. Não deu outra! Ontem à tarde, sem dar maiores explicações, o Clube Atlético Paranaense informou que, por causa de um acordo entre as partes, o treinador não trabalhava mais no Furacão da Baixada. Contra o Vasco, amanhã, o time será dirigido por Nilson Borges. Vadão confirmou ontem mesmo o acerto com a diretoria para dirigir o time na sequência da temporada.

 


Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…