23 jul 2006 - 18h18

Cabisbaixos, jogadores falam em dar a volta por cima

Começar vida nova a partir de segunda-feira. Essa é a promessa dos jogadores do Atlético após a derrota por 2 a 1 para o Vasco, neste domingo, em São Januário. Apesar de reconhecerem que o Atlético desempenhou um melhor futebol, comparado às partidas anteriores, os jogadores saíram de campo cabisbaixos depois de mais um insucesso do time no Campeonato Brasileiro.

“Infelizmente saímos com uma derrota, mas vamos levantar a cabeça para começar um novo trabalho a partir de agora”, afirmou o lateral-direita Carlos Alberto.

Para Ivan, o time soube reagir ao primeiro gol vascaíno e foi infeliz em sofrer o gol no finalzinho da partida. “Levamos o gol na bola parada, que não era o esperado, mas vamos colocar a cabeça no lugar”, disse o lateral-esquerda do Rubro-Negro.

O goleiro Cléber destacou que a equipe não pode se abater com mais esse resultado negativo. "Nosso time precisa voltar a ter vontade de vencer", disse ele. O goleiro explicou como foi o lance do segundo gol vascaíno e afirmou que o grupo tem de evitar o sentimento de desânimo. "O Andrade bateu muito bem. Ele bateu forte, por cima da barreira. É uma coisa que não tem como explicar pela maneira como ele bateu, de frente, forte e por cima da barreira. Mas agora nós temos de levantar a cabeça. No momento não podemos em momento algum baixar a cabeça", terminou.



Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…