23 jul 2006 - 18h51

Herrera anotou seu primeiro gol pelo Atlético

O atacante colombiano Herrera assinalou o seu primeiro gol com a camisa do Atlético desde que foi contratado pelo clube em março deste ano. Aos 38 minutos do segundo tempo, quando a torcida atleticana já havia perdido as esperanças, Carlos Alberto cobrou falta da esquerda, Herrera tentou desviar e Cássio espalmou. No rebote, o próprio Herrera mandou para o fundo das redes do goleiro Cássio. O jogador havia entrado minutos antes, no lugar de Denis Marques.

“É a função do atacante, ser oportunista e aparecer para o jogo. Acabamos tomando um gol faltando três minutos para terminar o jogo e foi triste porque a nossa intenção era vencer. Agora vamos melhorar o que falhamos e conseguir uma vitória contra o Flamengo”, comentou o atacante, que havia desperdiçado um pênalti na partida contra o Fortaleza.

Herrera estreou na partida contra o Internacional, na 4ª rodada do Campeonato Brasileiro e chegou a ser ovacionado pela torcida atleticana, que gritou bastante seu nome. Apesar disso, o jogador não conseguiu mostrar o seu futebol, sentindo falta de ritmo de jogo, principalmente pela demora na regularização da sua situação junto à CBF.

Carreira

Herrera foi artilheiro do pré-olímpico do Chile, em 2004, e acabou sendo considerado o principal nome da seleção de seu país na competição. Ano passado, disputou a Copa América e foi convocado para algumas partidas da seleção da Colômbia nas Eliminatórias da Copa do Mundo.

Sergio Herrera nasceu em Barrancabermeja, uma cidade de cerca de 300 mil habitantes localizada a 400 km de Bogotá. Começou a jogar futebol aos oito anos no time local, que leva o mesmo nome da cidade. Seu primeiro clube profissional foi o modesto Alianza Petrolera, também de Barrancabermeja, que na época disputava a terceira divisão do campeonato colombiano. Em 99, o time subiu para a segunda divisão e Herrera chamou a atenção do poderoso América de Cáli.

Jogou apenas seis meses no América, mas não se firmou e acabou sendo emprestado nas temporadas seguintes ao Almagro, da Argentina e ao Coatzacoalcos, do México. Em 2003, retornou ao Alianza Petrolera. Naquela temporada, foi artilheiro da segunda divisão colombiana com 25 gols, marca suficiente para credenciá-lo a retornar ao América. Logo depois, foi convocado para a seleção colombiana sub-23 e disputou o Torneio Pré-Olímpico. Herrera foi o principal artilheiro da competição, com 5 gols.

Em 2004, foi titular da Colômbia na Copa América do Peru, vencida pelo Brasil. Herrera atuou com a camisa 9 e marcou um gol. Os colombianos terminaram na terceira colocação. Nesta competição, ele atuou ao lado de David Ferreira (que era o camisa 8), que já era seu companheiro de América de Cáli e certamente facilitará sua adaptação ao Atlético.

Logo depois da Copa América, Sergio Herrera foi negociado como Al Ittihad, da Arábia Saudita. Teve problemas em sua chegada e passou oito meses sem poder jogar, por problemas com a direção do clube. O caso foi parar na FIFA e Herrera somente estreou na equipe em fevereiro de 2005. Na temporada passada, anotou três gols e sua equipe terminou em terceiro lugar.



Últimas Notícias