27 jul 2006 - 21h59

Atlético goleia o Goiás e está na final da Taça BH

O Atlético derrotou o Goiás por 3 a 0 em partida realizada na noite desta quinta-feira no Estádio Farião, em Divinópolis, pela semifinal da Taça BH de Juniores 2006. Com a vitória, o Furacão se classificou para a final da competição, que será realizada no sábado às 13h30, no Estádio Mineirão. O adversário rubro-negro na final será o Atlético Mineiro, que derrotou o Olaria por 3 a 2 na outra semifinal.

O time de Leandro Niehues tem a melhor campanha da Taça BH até aqui. O time venceu todos os seus oito jogos, marcou 18 gols e sofreu apenas três. O artilheiro da equipe é o atacante Ricardinho, autor de seis gols. Nesta quinta, ele marcou um dos gols da goleada sobre o Goiás. O meia Kaio e o atacante reserva Fernando Mineiro também fizeram gols. O time teve: Vagner; Gerônimo, Rhodolfo, Lucas Piasentin e Chico; Edimar, Roberto, Sammir (Fernando Mineiro) e Kaio; Ricardinho e Renato.

O Furacão dominou a partida desde os primeiros momentos, mas abriu o placar apenas aos 22 minutos, quando o atacante Ricardinho mostrou seu faro de artilheiro. No intervalo, o técnico Leandro Niehues insistiu para que os jogadores não perdessem o foco na partida e continuassem tomando a iniciativa da partida. A conversa surtiu efeito e o segundo gol atleticano saiu aos 13 minutos com o meia Kaio. Dois minutos depois, o Goiás teve a chance de descontar, mas o goleiro atleticano Vagner defendeu uma cobrança de pênalti e garantiu a invencibilidade da meta atleticana. Aos 29, o atacante Fernando Mineiro fechou o placar e garantiu a participação do Atlético na grande final.

Na primeira fase, o Atlético já havia vencido o bom time do Goiás, que se despede da competição com apenas duas derrotas (ambas para o Furacão). Clique aqui para ver a lista de todos os jogos do Atlético na Taça BH de Juniores 2006.

História

Esta é a quarta vez que o Atlético chega à final da Taça BH. Em 1991, o time perdeu para o Vasco e foi vice-campeão. Em 1996, o Atlético de William, Marcelinho e Joílson derrotou o Cruzeiro e conquistou o título pela primeira vez. Em 2003, o Furacão de Evandro, Vinicius e Alessandro Lopes perdeu do Flamengo nos pênaltis e foi novamente vice-campeão. No domingo, o Rubro-Negro lutará pelo seu segundo título da categoria.



Últimas Notícias