1 ago 2006 - 12h09

Tá chegando a hora

Para o jogo contra o Corinthians, sábado às 18h10, no Pacaembu, o técnico Vadão poderá contar pela primeira vez com três reforços que chegaram ao Atlético para o restante do Campeonato Brasileiro e para a Copa Sul-Americana. Contratados em junho, o zagueiro César, o lateral-esquerda Michel e o goleiro Navarro Montoya enfim terão condições legais de jogar pelo Rubro-Negro. Eles deverão ser inscritos na CBF na próxima quinta-feira e poderão jogar a partir do no final de semana.

Como jogadores vindos de times do exterior só podem ser registrados na CBF em dois períodos (de 2 de janeiro a 25 de março e de 3 a 31 de agosto), os reforços do Furacão ainda não disputaram uma partida oficial com a camisa rubro-negra. Mesmo sem estarem atuando, os atletas já estão familiarizados com o time. Desde que chegaram a Curitiba, eles vêm realizando treinos no CT do Caju junto com o elenco atleticano. Ou seja, todos estão à disposição do treinador quando forem requisitados.

Confira abaixo o que pode mudar no time do Atlético a partir desta semana:

Sistema defensivo

César é um zagueiro experiente. Tendo em seu currículo passagens por times como Corinthians, Palmeiras, Paris Saint-Germain e ainda pela Seleção Brasileira, o jogador de 30 anos foi contratado para reforçar o sistema defensivo do Atlético, ainda atendendo a um pedido de Givanildo Oliveira. O anúncio da contratação do zagueiro foi feito no mesmo dia em que foi anunciada oficialmente a transferência de Paulo André para o Le Mans, da França.

O zagueiro vem para reforçar a zaga atleticana e disputar uma posição com Alex, Alessandro Lopes, Danilo e João Leonardo. O último clube do jogador foi o Tenerife, time da segunda divisão espanhola, que não quis renovar seu contrato, deixando-o livre para assinar com outro clube.

Lateral-esquerda

Após a negociação de Michel Bastos com o Lille, da França, o Atlético foi atrás de outro lateral-esquerda. Michel, de 25 anos, estava há duas temporadas no futebol belga, jogando pelo Standard Liège, e logo após o final de seu contrato foi liberado e contratado pelo Rubro-Negro.

Há sete anos como jogador profissional, começou no Atlético Mineiro e já jogou na Seleção Brasileira Sub-23. Com o reforço de Michel, o Atlético conta agora com quatro laterais-esquerdas. Ivan, Moreno e Stanley já faziam parte do grupo, mas nenhum se firmou na equipe titular.

Michel já conhecia o Furacão e a força da Kyocera Arena. Em 2001 e 2003, quando ainda defendia o Galo, o jogador teve a oportunidade de jogar contra o Atlético e conhecer o Caldeirão. Agora, pode ter uma chance de conquistar a camisa 6 rubro-negra.

Goleiro

Carlos Fernando Navarro Montoya foi talvez uma das contratações menos esperadas pelos torcedores. Com Cléber vivendo uma boa fase, e ainda tendo à disposição mais três goleiros (Guilherme, Vinicius e Tiago Cardoso), o Atlético foi à procura de Navarro Montoya por ser um dos melhores e mais experientes goleiros do mundo.

Em 2005, Navarro foi eleito pela IFFHS (Federação Internacional e História e Estatísticas do Futebol) o 16º melhor arqueiro do mundo. Ele é nome importante do futebol argentino e já teve passagens por equipes da Espanha, Chile e Colômbia. Com 40 anos, a única frustração do jogador é de nunca ter atuado pela seleção argentina.

Especula-se que o jogador possa um dia, com sua experiência, ajudar o Atlético na formação de goleiros, mas por enquanto o argentino vem treinando com o time e luta por uma posição na meta atleticana. Sua experiência internacional poderá ajudar o Atlético principalmente na Copa Sul-Americana, que começa em setembro.

Quem pode aparecer

O atacante Warley pode ser uma das surpresas nesse período de janela. Há quatro meses o jogador vem treinando com o resto da equipe, mas ainda não assinou contrato com o Furacão. O atleta irá lutar por uma vaga tanto no time titular como para o banco de reservas, já que o Furacão já tem em seu elenco nove atacantes: Cléo, Dagoberto, Denis Marques, Jonatas, Herrera, Marcos Aurélio, Neto Baiano, Pedro Oldoni e Willian (isso sem contar com Rodrigão, que se recupera de uma hepatite).

Especula-se que a demora para fechar com o Rubro-Negro esteja associada com algum problema burocrático. Como o atacante ainda estava veiculado com um time uruguaio, de seu empresário Juan Figer, ele só poderia ser registrado na CBF agora em agosto.

Outro que pode voltar a vestir a camisa do Atlético é o meia William. Segundo o programa de rádio Transamérica Esportes, o jogador acertou sua situação e está à disposição do técnico Oswaldo Alvarez. Ele irá compor as opções do meio-campo junto com Evandro, Fabrício, Ferreira e Válber.

O meia havia sido emprestado ao Tenerife, da Espanha, e estava atuando ao lado do ex-atleticano Cocito e do zagueiro César. Como seu contrato com o Furacão foi reativado em junho, ele pode ser novamente emprestado ou reintegrado ao time.



Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…