2 ago 2006 - 20h00

Reforços que vêm da base

O técnico Oswaldo Alvarez ganhou nesta terça-feira dois reforços vindos do departamento de formação do Atlético. São o zagueiro Rhodolfo e o meia-atacante Sammir, que estavam no time de juniores do Furacão. Os dois atletas já foram integrados ao elenco profissional do clube e agora aguardam uma oportunidade de Vadão para jogar no time no Campeonato Brasileiro.

A experiência de revelar jogadores vindos da base não é novidade para Vadão. Quando dirigiu o São Paulo, ele lançou o meia Kaká, que até então era reserva do júnior. Em 2003, em sua segunda passagem pelo Furacão, revelou os meias Jadson e Fernandinho.

A oportunidade no elenco principal atleticano era o grande sonho dos dois jogadores. “Chegou a hora de provar o meu valor, eu tinha esse objetivo. Agora é hora de mostrar meu potencial e buscar um espaço no grupo. Primeiro tentar ficar entre os 18 que vão para o jogo e depois entre os 11 titulares. Tenho que dar continuidade na minha carreira e mais para frente conquistar vários títulos", afirmou o meia Sammir, que já atuou profissionalmente na Ferroviária e no Paulista. “Espero corresponder às expectativas do Vadão e ter a chance de me manter na equipe profissional", disse Rhodolfo.

Prestes a completar 20 anos, o zagueiro Rhodolfo foi um dos destaques do time de juniores do Atlético. Com a camisa rubro-negra, ele conquistou o Campeonato Metropolitano Juvenil, em 2003. Nos Juniores, foram mais conquistas: a Dallas Cup em 2004, o bicampeonato paranaense da categoria em 2004 e 2005, além da Copa Saprissa e da Taça BH neste ano.

No início de sua carreira, Rhodolfo era conhecido como Jacaré pelos companheiros, numa alusão à cidade em que viveu, Barra do Jacaré. Em 2004, ele teve a oportunidade de passar dez dias treinando no Redwings, dos Estados Unidos, selecionado para um período de intercâmbio na mesma parceria que possibilitou a vinda de vários americanos para o CT do Caju. Neste ano, ele chegou a treinar com o time principal, sob o comando do técnico Givanildo Oliveira. Agora, com Vadão, foi oficialmente integrado ao grupo.

Sammir

Já o meia-atacante Sammir é mais conhecido da torcida atleticana. Ano passado, ele chegou a ser promovido pelo técnico Antonio Lopes para o time profissional do Atlético, somente não tendo estreado porque foi convocado algumas vezes para a Seleção Brasileira Sub-18. Com a chegada de Evaristo de Macedo, no entanto, ele voltou para os juniores, até ser emprestado, no final de 2005, para o Paulista, onde disputaria a Libertadores da América deste ano. Mas sua passagem pelo time de Jundiaí foi breve e, de certa forma, decepcionante, já que atuou em poucas partidas e não agradou. Num final de semana, viajou para Curitiba e não voltou mais, rescindindo o contrato de empréstimo. De volta ao Furacão, integrou o elenco campeão da Taça BH.

A experiência no Paulista não foi a única de Sammir fora do Atlético. Em 2005, após conquistar o título da Dallas Cup pelo Atlético, ele foi emprestado à Ferroviária, de Araraquara, voltando ao Furacão na metade daquele ano. Pelo Atlético, Sammir foi bicampeão Paranaense de Juniores (2004 e 2005), da Dallas Cup em 2005, além do título da Taça BH deste ano. Além disso, ele foi convocado para as seleções brasileira sub-17 e sub-18.

Fichas técnicas

Luiz Rhodolfo Dini Gaioto
Jorge Sammir Cruz Campos



Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…