11 ago 2006 - 9h40

Manchetes atleticanas desta sexta-feira

Adiamento favorece o Atlético
Ficou para o fim de agosto o pronunciamento da 8.ª Vara do Trabalho, em curitiba, sobre a possível queda da prorrogação de contrato do atacante Dagoberto por 250 dias com o Atlético, determinada judicialmente no dia 5 de julho. Na prática, melhor para o clube. Até lá, o jogador deve estourar o limite de seis partidas para transferências entre clubes da mesma divisão.

 

Atlético e Dagoberto não chegam a um acordo
A novela envolvendo a renovação do contrato de Dagoberto com o Atlético ainda está longe do fim. Não houve acordo entre o atacante e o clube na audiência realizada na tarde de ontem, no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), em Curitiba. Assim, continua valendo a decisão judicial que prorrogou o compromisso de Dagoberto com o Furacão por 250 dias, até 29 março de 2008.

 

Dagoberto contra-ataca em dose dupla
Dagoberto decidiu contra-atacar. Ontem, na audiência de conciliação entre ele e o Atlético, na 8ª Vara do Trabalho de Curitiba, o jogador apresentou sua defesa, não aceitou negociar e apresentou duas reclamações contra o clube — uma alegando danos morais e outra pedindo a redução de 50% no valor da multa rescisória do seu contrato com o clube.

 

Nada muda na relação entre Dagoberto e Atlético-PR
A situação entre o atacante Dagoberto e o Atlético Paranaense continua a mesma. Na audiência conciliatória desta quinta-feira, no Tribunal Regional do Trabalho de Curitiba, as partes não entraram em acordo e, por isso, nada muda até 20 de outubro, para quando foi marcada uma nova audiência.

 

Dagoberto recusa acordo e briga judicial continua
Nada mudou após a audiência que tentou um acordo entre o atacante Dagoberto e o Atlético, ontem à tarde, na 8 Vara do Trabalho de Curitiba. O jogador segue com contrato prorrogado por força de liminar até março de 2008 e o próximo episódio dessa queda-de-braço judicial está marcada para o dia 20 de outubro.

 

Nada muda no relacionamento Dagoberto/Furacão
Ainda não foi dessa vez que o atacante Dagoberto conseguiu se livrar do Clube Atlético Paranaense. Ontem, o jogador sofreu mais uma derrota nos tribunais. Em audiência na 8ª Vara do Trabalho de Curitiba, os advogados do jogador não aceitaram a proposta de conciliação das partes. Sendo assim, a decisão da tutela antecipada em favor do clube foi mantida, o que quer dizer que Dagoberto ainda terá que cumprir aqueles 250 dias extras de contrato. O pedido de revogação será apreciado somente após o dia 30 de agosto, data final para o Atlético se manifestar sobre documentos juntados. A próxima audiência está marcada para o dia 20 de outubro de 2006 para a realização da instrução do processo, quando serão ouvidas as testemunhas das partes.

 


Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…