O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
17 ago 2006 - 11h34

Vontade de ser grande, mas só vontade

Como todos os atleticanos, também estou indignado e triste com toda essa situação. Ano passado com um time que impressionava pela vontade e raça, apesar de tecnicamente limitado, chegamos a final da Libertadores contra o São Paulo. Ganhamos alguns pontos no cenário nacional e internacional, mas muito longe do que repercute hoje a final do presente ano de 2006, estou escrevendo antes do resultado final da partida entre o time dos “bambis” e gaúchos e que será cantada em prosa e verso pela imprensa paulista e rio-grandense.

Fico imaginando o quanto somos relegados a segundo plano e mesmo sendo vice-campeões da Libertadores e conquistado o título brasileiro de 2001 ficamos na contra-mão da importância. A bem da verdade só se referem a nós eventualmente quando se divulga a Arena da Baixada como referência a possível indicação do Brasil como país sede da Copa do Mundo.

Um grande clube de futebol é conhecido pela força de sua torcida, pela competente administração e pela quantidade de títulos que obtém. Infelizmente nossa torcida é privada da alegria que outrora reinava no velho Estádio Joaquim Américo, empunhava bandeiras, charangas animadas e o direito de ir e vir, percorrendo todo o estádio. Será que se formos para a Segunda Divisão a diretoria não terá que irremediavelmente baixar o preço dos ingressos? Reconheço a importância de Mario Celso Petraglia, acho que juntamente com Jofre Cabral e Silva, se constituíram nos maiores presidentes de nossa história, mas está na hora de mudar! Quem já leu aquele livro sobre “quem mexeu no meu queijo” sabe que precisa ocorrer uma mudança radical no CAP para podermos crescer e deixar de ficar só na vontade de ser grande, precisamos SER GRANDES mesmo.

Necessitamos mudar nosso perfil, pensar e se comparar a times como São Paulo e Internacional, só como exemplo. Infelizmente neste ano não conseguiremos títulos, bastará escapar da degola, entretanto vamos mudar, vamos PENSAR GRANDE, só assim escaparemos também de um desastre sem proporções que seria o rebaixamento para a Segunda Divisão.



Últimas Notícias