20 ago 2006 - 12h36

Atlético tem segunda pior campanha pós-Copa

Desde a retomada do Campeonato Brasileiro após a paralisação para a Copa do Mundo, em junho, o Atlético não obteve bons resultados. No período pós-Mundial, o Rubro-Negro tem o segundo pior desempenho entre os times do Campeonato Brasileiro. Supera apenas o Goiás, hoje na 15° posição, que conquistou quatro pontos em nove partidas (desempenho de 14%).

O Furacão também conquistou somente quatro pontos depois da Copa, mas realizou apenas seis jogos, o que garante um aproveitamento de 22%. Para agravar, entre os quatro times que atualmente ocupam a zona de rebaixamento, o Rubro-Negro é o pior no período pós-Copa. O lanterna Santa Cruz fez 13 pontos; Corinthians (19°) e Fortaleza (18°), sete.

Em 16 partidas disputadas, o Atlético conquistou 17 pontos com 19 gols pró e 21 contra. No mesmo período em 2005, o Furacão havia conquistado 19 pontos, porém dava prioridade à disputa da Copa Libertadores da América, utilizando jogadores reservas. Em entrevista ao site oficial do Atlético, o meia-atacante Ferreira revelou que o grupo também está preocupado com o rendimento: “É sempre importante o apoio da torcida, dos dirigentes, de todo mundo. A nossa responsabilidade é grande, porque temos que tirar o time dessa posição. Precisamos responder o apoio da torcida com uma vitória. Esperamos fazer isso amanhã (domingo)”, referindo-se à partida contra o Figueirense em Santa Catarina.



Últimas Notícias