20 ago 2006 - 20h45

Confira a entrevista coletiva do técnico Vadão

O técnico Vadão gostou do empate contra o Figueirense na noite deste domingo no Estádio Orlando Scarpelli, em Santa Catarina. O Furacão estava perdendo por 3 a 2 até os 43 minutos do segundo tempo, quando chegou à igualdade com um gol de Marcos Aurélio. O treinador reconheceu que o esquema bolado para o primeiro tempo não funcionou, mas disse que o time melhorou muito na etapa final. No final das contas, Vadão disse que o empate foi importante porque demonstrou que o time não se entregou e que os jogadores mostraram muita força de vontade para evitar a derrota. Confira a entrevista coletiva completa de Oswaldo Alvarez:

PRIMEIRO TEMPO OSCILANTE
"Nós tivemos um primeiro tempo que não foi bom, nós oscilamos muito. Nós saímos na frente e o adversário virou. Mas antes da virada, nós tivemos a chance de fazer o segundo com o Ferreira, mas não fizemos. E no segundo tempo empatamos, mas levamos o terceiro gol muito rapidamente."

RAÇA
"O mais importante foi que o grupo não desistiu nunca. Buscamos o empate em uma bela jogada do Michel e no gol do Marcos Aurélio, que é um menino que eu já queria ter levado para a Ponte quanto estava lá. Óbvio que cometemos uma série de falhas e erros imperdoáveis, mas nós mostramos muita garra e isso contagiou o torcedor. Então, acho que vamos ter um apoio maciço na Arena."

ERROS IMPERDOÁVEIS
"São erros que fazem parte de um time que está sob uma pressão muito grande. Quando a gente fala imperdoável é entre aspas, pois no futebol nada é imperdoável. É imperdoável porque o momento não permite muitos erros na fase em que nós estamos."

BOLAS AÉREAS
"Nós vamos treinar, vamos trabalhar as jogadas aéreas. Temos trabalhado muito isso e temos certeza que com o decorrer do tempo as coisas vão melhorar. Com a confiança, nós não vamos ser tão infelizes quanto estamos sendo. Com resultado, vem a confiança e minimiza os erros."

APOIO DA TORCIDA
"Eu acho que o torcedor fez um grande benefício para nós, e isso é válido, desde que não haja violência. O torcedor do Atlético é participativo. Nos bons momentos do Atlético, o torcedor jamais abandonou o time."

REFORÇO PARA O MEIO-CAMPO
"Hoje se falar em contratações de meias é muito difícil. Os grandes meias do futebol brasileiro estão na Europa. É muito difícil contratar um meia para vestir a camisa do Atlético."

ERRO TÁTICO
"Hoje nós fizemos uma proposta de jogo para dificultar a movimentação do adversário, mas não deu certo. Eu também tenho que assumir os meus erros, não adianta só cobrar dos jogadores. Hoje esse esquema não funcionou no primeiro tempo."

LATERAL-ESQUERDA
"Não vou antecipar nada, é muito cedo para isso. Mas o importante é saber que o Ivan e o Michel trabalharam durante a semana e eu decidi só aqui (em Florianópolis). O Michel foi bem e mostrou que está em condições."

ESQUEMA TÁTICO
"Mesmo no 3-5-2, com a entrada do Marcos Aurélio, o time funcionou muito bem. A equipe mostrou uma evolução no segundo tempo mesmo com três zagueiros. Depois, lógico que tivemos de arriscar um pouco mais e colocamos o Michel para explorar esse lado esquerdo. Numa jogada característica dele, ele achou o Marcos Aurélio em condições belíssimas para empatar o jogo. Então, o 4-4-2 também funcionou."

ALÍVIO
"Estou aliviado porque fiz três gols fora de casa em um time que está muito bem. A gente insistiu até buscar o gol de empate."



Últimas Notícias