O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
31 ago 2006 - 15h54

O retorno do Atlético

O Atlético, gradativamente, vai voltando a jogar como Atlético. O técnico Vadão, contestado por muitos quando chegou, vem conseguindo dar jeito de time a esse grupo de jogadores. Definiu um padrão tático e escolheu alguns jogadores, como Christian e Denis Marques, resgatou a confiança, e os transformou em peças chave na sua escalação.

Conhecendo o Atlético, Osvaldo de Alvarez devolveu ao Furacão o toque rápido e a saída em velocidade, que sempre foram marcas do Atlético e muito bem utilizadas em outros anos. Incentivou o espírito de luta, exigiu raça e vibração.

Além dos reforços de Marcos Aurélio e Michel, ganhou mais um reforço, ganhou novamente a torcida. Esta que vem fazendo seu papel como sempre, mas que desta vez, ao invés de vaias e reclamações, apóia, torce, canta e acompanha o rubro-negro seja onde for. Cobra nos momentos que precisa, mas sabe agradecer quando bem tratada.

A apaixonada torcida rubro-negra sabe como fazer a sua parte, é peça fundamental no elenco atleticano. Com três vitórias consecutivas, já torna-se possível sonhar com um lugar melhor, mas é preciso manter os pés no chão, já que este Campeonato Brasileiro esta bem nivelado, e qualquer tropeço, da chance para os times que vem la embaixo na tabela, poderem se reaproximar.

Mas, como já disse Mario Celso Petraglia, idealizador do projeto iniciado em 1995, nossos sonhos podem nos levar ao infinito, e a torcida pode sim, ter esperanças um final de ano melhor.

Marcos Aurélio e Denis Marques

Marcola, Marquélio, Azul Marquinho, entre outros, já são os apelidos que ele vai ganhando da torcida.

O baixinho é matador. Titular a quatro partidas, marcou gol em todas elas e vai conquistando seu espaço. Habilidoso e veloz, o novo artilheiro rubro-negro vai garantindo seu lugar no time titular.

Um dos artilheiros no último Campeonato Paulista, ele gosta de chutar a gol. E chuta, por que o sabe. Jogando simples, sem abusar das individualidades, merece seu espaço.

Seu companheiro de ataque, Denis Marques, parece, enfim, ter recuperado seu bom futebol. Desde 2005, não vinha jogando bem. Parecia jogar sem vontade, sem tesão. Era alvo constante de criticas entre setoristas e torcedores.

Mas agora, com a chegada de Vadão, Denis voltou a ter confiança e vontade, devolvendo a esperança do torcedor.

Dagoberto

Ingrato. Ludibriado pela ganância, escolheu o pior caminho.

O carnaval já acabou faz tempo, mas o rei momo que ele parece ter engolido durante as festas, deve estar ainda em sua barriga.

Seu destino, ainda é incerto, mas para toda a vida, carregará a mancha de falta de caráter. E na justiça, vão desmoronando seus planos de enganar o clube que o acolheu e lhe deu as oportunidades.

Essa novela já perdeu a graça, e seja lá pra onde ele for, que vá logo!

“Hey Dagoberto, não jogou bola, bobeou, perdeu a vaga pro Marcola” by Polaco.



Últimas Notícias

Opinião

Se fosse simples….

…qualquer um faria! Hoje, com o advento maciço da internet, todo mundo é chef, todo mundo é coaching, todo mundo é tudo! Basta ver uma…