6 set 2006 - 21h39

Cléber explicou o segredo para defender o pênalti

Trinta e três minutos do 2º tempo. O placar aponta 3 a 1 para o Atlético e a bola vai na dividida dentro da área atleticana. O zagueiro João Leonardo tenta tirar a bola e o árbitro Sálvio Spínola Fagundes Filho assinala pênalti, expulsando o zagueiro atleticano. Foi aí que brilhou a estrela do goleiro Cléber.

Quando o zagueiro Emerson foi para a cobrança, Cléber mostrou tranqüilidade e precisão. Antes de chutar a bola contra a meta do Furacão, Emerson deu duas paradinhas, tentando enganar o camisa número um do Rubro-negro. Não deu certo. Cléber manteve-se imóvel e defendeu a cobrança no canto esquerdo, espalmando a bola para escanteio.

Depois, o goleiro explicou o segredo da bela defesa. “Pênalti tem que ter tranqüilidade e entrar no ambiente do batedor”, ensinou o camisa um do Furacão. “Foi uma defesa num momento importante. Mas temos que ter consciência de que não tem nada ganho, fizemos um grande resultado aqui, mas temos que manter a mesma pegada no jogo de volta”, afirmou Cléber.



Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…