8 set 2006 - 19h16

Alex e Evandro perderam espaço no Furacão

A presente notícia está vinculada à editoria "Futebol", mas bem que poderia ter sido relacionada à “Por onde anda”. Afinal, esta é a pergunta que muitos torcedores se fazem ao lembrar do zagueiro Alex e do meia Evandro. Ambos foram revelados pelo departamento de formação do clube e foram promovidos ao time principal como destaques.

Titulares no início do Campeonato Brasileiro, atualmente Alex e Evandro não vêm sendo convocados pelo técnico Oswaldo Alvarez para as partidas do nacional e nem chegaram a figurar entre os 25 inscritos para a disputa Copa Sul-Americana.

Alex

Ainda sob o comando do técnico Lothar Matthäus, o zagueiro de apenas 20 anos teve a oportunidade de fazer sua estréia no time profissional do Furacão. Sua primeira partida foi no dia 25 de fevereiro deste ano, e desde lá o jogador vinha sendo titular na zaga atleticana. Mesmo com a saída do técnico alemão, o zagueiro conquistou a confiança do novo treinador, Givanildo Oliveira, e permaneceu com a camisa 5 compondo o sistema defensivo ao lado de Danilo e Paulo André. Mas a saída de Paulo André para o futebol francês, a mudança de treinador, a chegada do companheiro de posição César, suspensões e contusões acabaram prejudicando o atleta, que perdeu a condição de titular e sequer está sendo relacionado para compor o banco de reservas.

Quando chegou, Vadão optou por continuar no sistema 3-5-2, com a defesa sendo formada por Danilo, João Leonardo e o próprio Alex. Após alguns jogos, o técnico resolveu mudar o esquema do time. Em algumas partidas, o time jogou no 4-4-2 com Danilo e João Leonardo atrás, e em outras improvisando um volante como terceiro zagueiro (Marcelo Silva, André Rocha, Erandir ou Alan Bahia).

Sua última partida como titular foi contra o Grêmio, no dia 13 de agosto. Para o jogo contra o Figueirense, o zagueiro foi convocado, mas o titular foi César. O motivo para a ausência do jogador no Campeonato Brasileiro seria uma lesão na coxa direita, mas na Sul-Americana Vadão preferiu convocar o recém-promovido Rhodolfo aos invés de Alex.

Evandro

Considerado uma das maiores revelações do Atlético dos últimos anos, o meia foi chamado para o time profissional pelo técnico Levir Culpi em 2004, após boas passagens pelas categorias de base do clube e na seleção brasileira. Porém, sua estréia ocorreu apenas em 2005. No dia 10 de fevereiro, ele vestiu a camisa 10 herdada de Jadson e depois desta apresentação foi titular absoluto no Furacão sob o comando de todos os treinadores que passaram pelo Atlético.

Coincidentemente, sua última partida pelo Atlético foi contra o Grêmio. Logo após isso, o meia teve uma lesão no pé e não figurou mais entre titulares. Para o jogo contra o Santos, Evandro chegou a ser convocado mas sequer ficou no banco de reservas. Mesmo com a chegada de Válber, o jogador continuou no time, mas após a volta de William Fabro, que tem entrado no segundo tempo, Vadão tem optado por Ferreira, Marcelo Silva, Cristian e Alan Bahia para compor o meio-campo atleticano. Para Sul-Americana, o treinador optou por chamar Válber, Fabrício e Erandir, além dos citados acima.



Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…