9 set 2006 - 10h47

Manchetes atleticanas deste sábado

Vadão cobra marcação mais firme em reunião com time
“A defesa vinha muito bem, e o jogo contra o Botafogo tem de ser esquecido, pois foi um acidente. Já contra o Paraná, houve apenas um erro. Estávamos bem posicionados e teve aquele um vacilo. Ele [João Leonardo] achou que não precisava cabecear para trás… Depois disso o setor foi muito bem, tanto que o Cléber quase não foi exigido”, disse o treinador, em um discurso que foi repetido também pelos jogadores do setor.

 

Atlético terá time mais aberto contra o Intenacional
O Atlético reabilitou-se moralmente depois da vitória sobre o Paraná, na Copa Sul-Americana. Mas, no Campeonato Brasileiro, ainda precisa de pontos para afastar-se da zona de risco. Assim, embora o jogo de amanhã seja teoricamente um dos mais difíceis da competição, o Rubro-Negro desafia o Internacional, no Beira-Rio, sem medo de atacar nem complexo de inferioridade.

 

Inter pega Furacão tentando encostar nos líderes
Vindo de uma derrota por 5 a 0 para o Botafogo, o time comandando por Oswaldo Alvarez espera aproveitar a confiança conquistada na última quarta-feira para voltar a vencer na competição nacional.

 

De volta ao time titular na partida do Atlético Paranaense diante do Paraná pela Copa-Sul-Americana, o volante Erandir deve ganhar uma nova oportunidade contra o Inter, pelo Campeonato Brasileiro. Com a suspensão de Cristian, o jogador tem grandes chances de permanecer na equipe.

 

Furacão não vence no Beira-Rio há quatro anos
As estatísticas do confronto entre Atlético-PR e Internacional não são nada positivas para os paranaenses. Desde 2002 o Rubro-Negro não vence os gaúchos no Beira-Rio. A última vitória na casa do adversário foi por 3 a 2. Porém o retrospecto também não é positivo fora do Beira Rio. A última vitória do Furacão em cima do Colorado foi em 2004, quando venceram por 2×1 no Serra Dourada.

 


Últimas Notícias