10 set 2006 - 21h08

Vadão prevê semana decisiva para o Rubro-Negro

Para um time acostumado com grandes decisões, esta é a semana ideal. Pelo menos na opinião do técnico do Atlético Oswaldo Alvarez. Foi assim que o comandante atleticano definiu a semana que se inicia: decisiva. “Esta semana temos duas grandes decisões, contra o Paraná Clube e o Santa Cruz”, disse o técnico, referindo-se aos jogos pela Sul-Americana, contra o tricolor paranaense, e contra o time pernambucano, válido pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Sobre a derrota para o Internacional neste domingo, no Beira-Rio, Vadão preferiu encontrar virtudes no adversário. Ao contrário da goleada para o Botafogo, por 5 a 0, em plena Kyocera Arena, desta vez ele não considerou o revés um acidente. “Hoje o Internacional foi superior, não foi um acidente, foi superioridade do adversário”, disse.

Confira as principais declarações do técnico Oswaldo Alvarez na entrevista coletiva após a partida contra o internacional:

SUPERIORIDADE DO INTER:
“Nós tivemos chances de marcar, tivemos três bolas na trave. Mas o Inter foi superior, mostrou hoje porquê foi campeão da Libertadores. Hoje o Internacional foi superior, não foi um acidente, foi superioridade do adversário.”

SUBSTITUIÇÕES:
“Hoje a movimentação do Internacional foi constante, fizemos as substituições, coloquei um terceiro zagueiro, antes ainda o Alan, mas mesmo assim erramos na marcação. Nós tínhamos três jogadores com cartão amarelo: o Erandir, o Danilo e o Alan. Então eu fiz a substituição, coloquei um jogador bom na jogada aérea (Rhodolfo), para marcar também o Fernandão nessas jogadas aéreas. Pensando em duas possibilidades, liberar o Michel pela esquerda e também nesse problema dos cartões amarelos."

PROXIMIDADE COM A ZONA DE REBAIXAMENTO:
“Quando eu cheguei no Atlético era para resolver um problema de rebaixamento, isso é indiscutível. Tivemos uma ascensão (com as três vitórias consecutivas, sobre Ponte Preta, Fluminense e santos), mas a partir de cada derrota você fica em perigo novamente. Por isso que eu digo, nessa posição que o Atlético se encontra, precisamos de duas, três vitórias seguidas para dar uma respirada.”

JOGO NA SUL-AMERICANA:
“O Atlético tem que saber o que é uma coisa e outra. É um time habituado a jogar competições paralelas. É óbvio que hoje temos que falar dessa derrota para o Inter, mas a partir de amanhã temos que falar do jogo contra o Paraná, pela Sul-Americana. Nós temos que saber separar o que é o jogo do Brasileiro e o que é o da Sul-Americana. Nós não podemos colocar a derrota de hoje como empecilho para quarta-feira, que temos uma vantagem muito boa. O torcedor também não pode ir para cobrar a derrota de hoje. É uma outra competição. temos que ir com tranqüilidade porque temos uma vantagem muito grande.”



Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…