18 set 2006 - 10h23

Ultras comemora 14 anos de existência

A Associação Independente Ultras do Atlético está comemorando 14 anos de fundação nesta segunda-feira, 18 de setembro de 1992. A facção foi fundada por Marcelo Lopes (Rato), Jean Claude Lima, Dirceu Pires, Maurício Simões, Galo, Eraldo e Marcio. A torcida inovou ao utilizar camisetas vermelhas com um grande escorpião nas costas. Isso chamou a atenção de diversos torcedores, que logo se integraram ao grupo. O local escolhido para a torcida foi a curva do antigo placar do Joaquim Américo. A origem do nome Ultras provém da Europa. No velho continente, Ultras significa Torcida Organizada.

A escolha do escorpião foi feita porque é um animal peçonhento, um dos poucos possíveis sobreviventes de um holocausto nuclear, e nunca se entrega ao adversário, preferindo o suicídio à derrota. Com o rápido crescimento da Ultras, seu diretores arrecadaram fundos para construir um bandeirão, que animava toda a torcida rubro-negra. No seu auge, a associação contava com cerca de 200 pessoas no estádio, que não paravam de cantar um minuto sequer.

No entanto, no final de 2000, alguns integrantes da Ultras entraram em atrito com membros da Fanáticos, inclusive gerando uma briga com facas dentro da Arena. Assim, os torcedores optaram por dar um tempo nos estádios, realizando apenas campanhas sociais. A volta à Baixada ocorreu somente em 2003, quando torcida voltou a apoiar o Furacão nas arquibancadas.

Atualmente, a Ultras ocupa um dos extremos do setor Buenos Aires inferior. Os integrantes consideram a torcida uma grande família. "Por isto é que damos tanto valor para o associado, pois na Ultras você não é mais um integrante da torcida e sim mais um familiar que recebemos de braços abertos", afirma Gabriel Barbosa, presidente da torcida.

Para mais informações sobre a Ultras, consulte o site oficial da torcida: www.ultrasdoatletico.com.



Últimas Notícias