20 set 2006 - 23h13

Vadão: “A equipe mudou, acreditou e buscou”

Uma conversa mais dura no vestiário, alteração tática na equipe e raça. Esses foram, na opinião do técnico Oswaldo Alvarez, os ingredientes para que o Atlético buscasse o empate por 2 a 2 contra o Goiás, no Serra Dourada, após sair perdendo o jogo por 2 a 0, ainda no 1º tempo.

Na entrevista coletiva após a partida, Vadão destacou a mudança de espírito do time na etapa final, considerando o Atlético muito desligado e sonolento no início do jogo. “Tinha que mudar tudo taticamente e no espírito”, afirmou o treinador.

Outro aspecto comentado pelo técnico foi o desgaste do time, que segue para uma verdadeira maratona de jogos nos próximos dias, acumulando partidas pela Copa Sul-Americana e Campeonato Brasileiro. Confira as principais declarações de Vadão, após o empate por 2 a 2 entre Goiás e Atlético, no Serra Dourada:

TIME NO 1º TEMPO:
“Fomos para o intervalo sabendo que tinha que mudar tudo no jogo. mudar taticamente e no espírito dos jogadores.”

CONVERSA NO INTERVALO:
“Nós falamos mais duro. Dormimos no primeiro tempo e acordamos no segundo. Num campeonato equilibrado como o Brasileiro não podemos nos dar esse luxo. Mas depois do intervalo a equipe mudou, acreditou, foi e buscou. É isso que temos que reconhecer.”

MARATONA DE JOGOS:
“Nós temos que repensar no desgaste. Eu gosto de manter a equipe, até para dar ritmo de jogo e ganhar em entrosamento. Mas o desgaste excessivo tem prejudicado alguns atletas e alguns jogadores não vem rendendo o esperado. Hoje já tive que fazer duas alterações no intervalo (as entradas de Paulo Rink e Válber nos lugares de Marcos Aurélio e Ferreira, respectivamente). Vamos ter que pensar. Talvez até promover alguma mudança para o início dos jogos na seqüência.”



Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…