9 out 2006 - 13h56

Um fim de semana rubro-negro

O atleticano Ricardo Deverson e seu filho Deverson Carachenski do Carmo foram sorteados na promoção de Dia das Crianças realizada pelo Atlético e ganharam um presente que guardarão na memória por muitos anos. Pai e filho passaram o final de semana com a equipe atleticana, acompanhando os bastidores do jogo contra o Cruzeiro. Viram os treinamentos, almoçaram com o time e foram com a delegação até à Kyocera Arena. Depois de ver de perto toda a preparação para a partida, os dois assistiram ao jogo na área VIP. Após o término da partida, os dois ainda assistiram à entrevista coletiva na sala de imprensa da Arena.

Ricardo Deverson participa assiduamente do Fórum Furacao.com. Logo que seu nome foi sorteado pelo clube, ele fez questão de compartilhar a alegria com os demais integrantes do Fórum, um importante espaço de debates sobre o Rubro-Negro. Depois de viver um final de semana dos sonhos para qualquer atleticano, Ricardo conversou com a equipe da Furacão e contou como foi a experiência.

O passeio começou no Centro de Treinamentos Alfredo Gottardi, que é considerado o melhor do Brasil. Ricardo ficou impressionado com a infra-estrutura do CT do Caju, que conta com piscinas, campos de futebol e canchas poliesportivas. "Muito bom, as estruturas são espetaculares. Mais parece uma chácara onde poderíamos passar um final de semana e, com as novas reformas, será com certeza o melhor do Brasil", disse o felizardo.

Outro fato que agradou muito a Ricardo e seu filho foi a receptividade de toda a comissão técnica. "Todos foram muitos cordiais tanto no sábado durante o treino quanto no domingo", afirmou. Pai e filho não perderam a oportunidade e tiraram fotos com todos os jogadores, conversaram e pegaram autógrafos para guardar como lembrança e mostrar para família e amigos. "Foi excelente. Pegamos autógrafos, conversamos com eles e almoçamos juntos", contou.

Quatro membros da delegação encantaram de forma especial os torcedores. O volante Alan Bahia, o meia Ferreira, o atacante Denis Marques e o massagista Bolinha acabaram saindo das posições de ídolos e se tornaram grandes amigos de Ricardo e Deverson. "Esses quatro foram verdadeiros amigos", comentou.

Se o pai aproveitou, imagine o filho. Para um garoto de apenas sete anos, conhecer seus ídolos é um sonho, e foi isso que Deverson Carachenski sentiu. "Ele ficou o tempo todo comentando a atenção dada a ele. Ganhou alguns brindes, entrou em campo com os jogadores. Com certeza isso ele levará na memória durante o resto da vida", disse o pai sobre a emoção do filho.

Torcedor que é torcedor tem que reparar todos os detalhes. Foi isso que Ricardo fez ao assistir aos treinamentos e afirmou que a vida de um jogador de futebol não é a moleza que muitos pensam. "É legal ver os treinamentos, pois a gente consegue identificar os jogadores que mais se esforçam. Conviver com o clima de concentração também é legal, pois vemos que uma vida de jogador não é tão fácil como pensamos," analisou.

Sobre a tradição atleticana, que passou de pai para filho, o forunista disse que o pequeno Deverson veste rubro-negro desde que nasceu. "Graças a Deus meu filho sempre foi muito atleticano. Quando saiu da maternidade, a primeira roupa que ele colocou no corpo foi um macacão do Atlético", disse o pai, que sempre leva o filho para ver aos jogos do Furacão e que também comemora os aniversários de Deverson com as cores do time do coração. "Eu sempre levei ele em campo. Teve dois aniversários dele em que a decoração foi toda rubro-negra", afirmou o pai coruja.

Um dos momentos mais especiais do final de semana para o pequeno atleticano, segundo seu pai, foi quando o jogador preferido dele, o atacante Denis Marques, presenteou-o com sua camisa. "Nada paga a satisfação de ver a alegria no rosto dele. Quando o Denis Marques deu a camisa a ele, então… Ele entrou em campo de mão dadas com o Denis e, no final, foi presenteado", disse, orgulhoso.

Ricardo ainda fez questão de elogiar o tratamento que ambos receberam das pessoas que trabalham na retaguarda do clube. "Os funcionários do Atlético também foram bem legais conosco", finalizou.



Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…