18 out 2006 - 9h56

Manchetes atleticanas desta quarta-feira

Dênis lamenta o período que passou e acredita ter inaugurado um novo momento. “Não fiquei mais chateado por um ou outro gol perdido, mas sei que poderia ter feito todos se estivesse na minha fase normal. Agora é bola para a frente que só virão coisas boas”, torce o atacante, já pensando na partida de amanhã contra o Nacional, na capital uruguaia.

 

Na lateral-esquerda, o problema é um pouco mais sério. O titular Michel vem sentindo o joelho esquerdo já há algumas partidas. A lesão tem influenciado nas atuações do lateral, que não está conseguindo fazer boas partidas. “Desde o jogo com o Goiás eu venho sentindo dores. Incomoda um pouco na hora de correr e de fazer um movimento mais brusco. Eu venho jogando à base de injeção”, revelou o jogador, ainda antes do jogo contra o Palmeiras.

 

A comissão técnica do Atlético decidiu reagir ao cansaço físico provocado pela maratona de jogos. Ontem, o preparador físico Walter Grassman criticou duramente o calendário do futebol brasileiro. “É uma pouca vergonha”, afirmou. No mesmo dia, o técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão, admitiu que pode poupar o meia Ferreira e o lateral-esquerdo Michel, deixando os dois no banco de reservas contra o Nacional, amanhã, em Montevidéu, pela Copa Sul-Americana.

 

O Atlético Paranaense poderá enfrentar um time violento, nesta quinta-feira, pelas quartas-de-final da Copa Sul-Americana. A constatação é do zagueiro João Leonardo, que acompanhou o jogo do time uruguaio contra o Boca Juniors, da Argentina.

 

O Atlético Paranaense pode ser beneficiado pela mudança de local da partida contra o Nacional, em Montevidéu, no confronto de ida das quartas-de-final da Copa Sul-Americana. O clube uruguaio alterou a partida do Estádio Centenário para um local com capacidade para menos torcedores, o Estádio Gran Central.

 

A equipe B do Atlético joga hoje para tentar conquistar a liderança isolada da Copa 100 anos. O jogo é contra o Cianorte, às 15h30, na Kyocera Arena. A partida é válida pela terceira rodada, onde somente este jogo não foi realizado pelo fato do Rubro-Negro jogar contra o River Plate no mesmo dia. O Atlético tem este jogo pendente e está em segundo lugar, atrás apenas do Londrina. Uma vitória amanhã, deixa o Furacão na liderança isolada da competição.

 


Últimas Notícias

Sul-Americana

Caminhando pela América

Dentro de uma semana o Athletico volta a campo na primeira partida da equipe principal e num dos torneios cobiçados pelo clube na temporada: a…