21 out 2006 - 9h43

Manchetes atleticanas deste sábado

Artilheiro atleticano no segundo semestre, o atacante Marcos Aurélio tem se notabilizado por balançar as redes em momentos cruciais. Metade dos dez gols que marcou foram antes dos dez minutos de jogo ou a menos de cinco para o fim. O último deles, na cobrança do pênalti sofrido por ele próprio, garantiu a vitória por 2 a 1 sobre o Nacional, em Montevidéu, aos 44 minutos do segundo tempo.

 

O Atlético vai encarar a pressão de mais um "caldeirão" amanhã. A partir das 16h, o Furacão enfrenta o Fortaleza, que luta desesperadamente contra o rebaixamento no Brasileirão. Para explorar ao máximo a força da torcida, o Leão cearense marcou o jogo para o acanhado Estádio Presidente Vargas.

 

Depois da vitória em Montevidéu, pela Copa Sul-Americana, o Atlético volta à dura realidade do Campeonato Brasileiro. No campeonato nacional, o time paranaense está apenas cinco pontos acima da zona de rebaixamento e não vence há quatro jogos. A última vitória foi em 23 de setembro, sobre o São Caetano, na Baixada. A chance para acabar com o jejum será neste domingo às 16 horas, contra o Fortaleza, pela 30ª rodada.

 

Depois da vitória sobre o Nacional, em Montevidéu, por 2 a 1, e abrir boa vantagem para conquistar uma vaga nas semifinais da Copa Sul-Americana, o Atlético Paranaense volta à realidade do Brasileirão. O time encara, neste domingo, o Fortaleza, no Estádio Presidente Vargas na tentativa de se livrar da zona de rebaixamento.

 

Mais uma audiência e nada resolvido. Tudo continua na mesma por tempo indeterminado. O atacante Dagoberto pensou que iria decidir seu destino ontem, mas nada. O jogador continua trabalhando em separado no CT do Caju, sem ser utilizado pelo técnico Vadão, tanto na Copa Sul-Americana como no Campeonato Brasileiro.

 


Últimas Notícias

Brasileirão A1|Opinião

NEM 8, E NEM 80

O título do que será relatado abaixo, resume muito o sentimento desse ilustre torcedor quem vos escreve.   Na noite de ontem o Furacão entrou…