14 nov 2006 - 16h31

Time quase pronto para enfrentar o Pachuca

Desde que teve o sonho da Libertadores de 2007 encerrado, o Atlético focou suas atenções para outra importante competição continental, a Copa Sul-Americana. Se a conquista da vaga para a Libertadores da América hoje é impossível, o Furacão tem pela frente um outro objetivo muito mais real para os atleticanos e que também é de muita importância: garantir um lugar na final do torneio sul-americano. Mas para o sonho se tornar realidade, o Rubro-Negro terá primeiro que passar pelo Pachuca, do México, nesta quarta-feira, às 15h30, na Kyocera Arena.

Privilegiando somente este confronto perante o time mexicano, o técnico Oswaldo Alvarez deu descanso a seus titulares na partida contra o Grêmio, no último domingo, pelo Campeonato Brasileiro, para ir com força máxima para a disputa desta semifinal. Assim, os torcedores verão de volta em campo o time considerado titular.

O Furacão vem de três derrotas consecutivas no campeonato nacional, mas na Sul-Americana o time está invicto. Foram cinco vitórias e um empate até agora na competição, tendo marcado 13 gols e sofrido apenas cinco. O Atlético ainda é o único representante brasileiro na competição, e também pode ser o primeiro a disputar a final da Copa Sul-Americana.

Duelo com equipes mexicanas em semifinais de torneios continentais trazem excelentes lembranças aos torcedores, jogadores e ao Clube Atlético Paranaense. Em 2005, o Rubro-Negro tirou o Chivas Guadalajara da disputa pelo título da Libertadores, marcando em sua historia sua primeira final em um torneio internacional. Neste ano, torcida e time pretendem dar novamente um espetáculo digno do Caldeirão.

Vadão tem apenas uma dúvida

O comandante atleticano ganhou um problema para o jogo desta quarta-feira. O zagueiro João Leonardo sofreu uma entorse no tornozelo direito no treino desta terça-feira pela manhã e pode ficar de fora da partida. Se ele não tiver condições de jogo, Vadão terá que pensar em um substituto. César, que já disputou dois jogos nesta Sul-Americana, ou até um volante podem aparecer na equipe para compor ao lado de Danilo o sistema defensivo caso João seja cortado pelo departamento médico. O zagueiro passará esta terça tratando a lesão e será novamente avaliado pela equipe médica. “Fomos pegos de surpresa com o lance do João Leonardo. Ele se machucou sozinho e creio não ser de muita gravidade, mas vamos ter que esperar. Caso ele não possa jogar eu vou ter que escolher entre o César, que é da posição, o André Rocha e até mesmo o Chico, que são volantes”, disse o treinador atleticano após o coletivo desta terça-feira.

O também zagueiro Rhodolfo está machucado e nem está sendo cogitado para substituir João. Já o volante Chico já jogou como zagueiro nos juniores e no time B. e pode ganhar uma chance.

A dupla de volantes deverá ser formada por Erandir e Alan Bahia. Alan substituiu Marcelo sete vezes, e se portou bem. Mas Marcelo Silva ainda briga pela posição, já que na partida contra o time gaúcho foi um dos melhores jogadores em campo e mostrou que está recuperado de um edema na coxa.

Nas laterais, Jancarlos e Michel terão a missão de atacar, defender e criar. Na meia-cancha, Ferreira e Cristian poderão mostrar mais uma vez que o entrosamento entre os homens de frente tem produzido jogadas espetaculares, especialmente na Copa Nissan Sul-Americana.

A dupla de ataque será formada por Denis Marques e Marcos Aurélio, que juntos já balançaram seis vezes as redes adversárias no torneio. O baixinho que resolve e inferniza as zagas adversárias ainda luta pela artilharia da competição. Com quatro gols marcados, o jogador está atrás de Fernandez, que tem seis, e de Suazo, com sete, ambos do Colo Colo.

O atacante Dagoberto, que após três meses afastado voltou a fazer uma partida oficial, poderá figurar no banco de reservas. Após dois anos e dois meses sem marcar na Arena, Dago pôs fim ao jejum no último domingo.

Fora dos gramados, o técnico Vadão surpreendeu ao escolher o volante Chico para substituir o meia Fabrício na relação de inscritos na Copa. O mais cotado para ganhar a vaga era o meia Evandro, mas a boa atuação diante do Grêmio garantiu a vaga ao ex-júnior. Outro que conquistou a oportunidade foi o goleiro Guilherme. Destaque da equipe B que disputa a Copa dos 100 Anos, Guilherme foi convocado pelo comandante atleticano para o lugar de Navarro Montoya.

A equipe que entrará em campo deverá ser formada por Cléber; Jancarlos, Danilo, João Leonardo (César, Chico ou André Rocha) e Michel; Erandir, Alan Bahia, Cristian e Ferreira; Marcos Aurélio e Denis Marques.

Confira abaixo os 25 jogadores inscritos na Copa Sul-Americana:

1 – Cléber Luís Alberti
2 – Jancarlos de Oliveira Barros
3 – Danilo Larangeira
4 – João Leonardo de Paula Reginato
5 – Marcelo José da Silva
6 – Michel Garbini Pereira
7 – Alan Pereira Costa (Alan Bahia)
8 – Cristian Mark Junio Nascimento Oliveira Baroni
9 – Denis Marques do Nascimento
10 – David Arturo Ferreira Rico
11 – Marcos Aurélio de Oliveira Lima
12 – Tiago Cardoso dos Santos
13 – César Augusto Belli Michelón
14 – Francisco Erandir da Silva Feitosa
15 – Luís Francisco Grando (Chico)*
16 – Válber Mendes Ferreira
17 – Pedro Henrique Oldoni do Nascimento
18 – Sergio Dario Herrera Month
19 – Gilberto William Fabro
20 – André Guerreiro Rocha
21 – Ivan Saraiva de Souza
22 – Guilherme Alvim Marinato*
23 – Dagoberto Pelentier
24 – Luiz Rhodolfo Dini Gaioto
25 – Paulo Roberto Rink

* – O volante Chico e o goleiro Guilherme foram os escolhidos pelo técnico Vadão para substituir, respectivamente, o meia Fabrício, negociado com o futebol do Qatar, e o goleiro Navarro Montoya, que rescindiu seu contrato com o clube.



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Era uma vez…..

…. um time que vencia mas não convencia. Um time que tinha alguns padrões bem definidos e que quase sempre se repetiam jogo após jogo:…