15 nov 2006 - 18h40

Agora complicou

O Atlético perdeu para o Pachuca por 1 a 0 em partida realizada na tarde desta quarta-feira na Kyocera Arena, pelo jogo de ida da semifinal da Copa Sul-Americana. O Rubro-Negro não fez uma boa partida e muitos jogadores pareciam cansados. O Pachuca tocou bem a bola e conseguiu marcar seu gol a quatro minutos do final da partida, em um contra-ataque. Agora, o Atlético precisa vencer o adversário jogando fora de casa, no México, na próxima semana.

Com características semelhantes, Atlético e Pachuca foram para o ataque logo no início da partida. Aos 5 minutos, o Furacão quase abriu o placar duas vezes. Marcos Aurélio sofreu falta na entrada da área e Jancarlos acertou o travessão. No rebote, o camisa 11 atleticano dominou, livrou-se da marcação e rolou para Alan Bahia, que chegava pela esquerda. O volante bateu de primeira e o goleiro Calero fez boa defesa com a mão esquerda.

A resposta do Pachuca veio no minuto seguinte. Após cobrança de falta pela direita, a bola passou por todo mundo dentro da área e sobrou para Salazar. O volante chutou em cima de Cléber, que defendeu com os pés para salvar o Atlético.

Depois do início frenético, os mexicanos começaram a cadenciar o jogo, trocando passes no meio-de-campo. Desta maneira, o Atlético não conseguiu impor seu ritmo de jogo e falhou muito na tentativa de chegar à área adversária, abusando de lançamentos da defesa para o ataque. Mesmo assim, a melhor chance foi do time da casa, já que os visitantes arriscaram muitos chute de longa distância.

Aos 23 minutos, um zagueiro do Pachuca escorregou e Marcos Aurélio aproveitou para roubar a bola e avançar de frente para o gol. O atacante atleticano ainda cortou um marcador e, em vez de bater, rolou para Ferreira. O meia demorou para chutar e a marcação apareceu para evitar o que poderia ser o primeiro gol do Atlético.

A partir daí, o Rubro-Negro conseguiu equilibrar a partida, mas ainda assim não agradou ao técnico Vadão. "Precisamos trabalhar a bola. Eles estão trabalhando e nós não. O diferencial do jogo tem sido esse", afirmou o treinador atleticano na saída para o intervalo.

Castigo

Na volta para o segundo tempo, porém, o Atlético não conseguiu fazer o que o treinador pediu e o jogo ficou muito truncado. O time só conseguiu se acertar deposi dos 15 minutos e começou a chegar com perigo ao gol adversário. Aos 17, Denis Marques recebeu cruzamento e Michel, dominou no peito e chutou. Só que a bola saiu pelo lado esquerdo do gol mexicano, na primeira boa chance do da segunda etapa.

Depois disso, o técnico Vadão sacou o atacante Marcos Aurélio para colocar Dagoberto, que entrou bem, mas não conseguiu resolver. E no final, com a pressão do Atlético, o Pachuca acertou um contra-ataque e chegou ao gol da vitória.

Aos 41 minutos do segundo tempo, Alvarez recebeu na entrada da área, se livrou da marcação e chutou forte, no canto direito de Cléber. Antes de entrar, a bola ainda tocou a trave da meta atleticana.

Fonte: UOL Esportes (adaptada)

%ficha=528%



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Era uma vez…..

…. um time que vencia mas não convencia. Um time que tinha alguns padrões bem definidos e que quase sempre se repetiam jogo após jogo:…