18 nov 2006 - 14h25

Confira os convocados para o jogo deste domingo

A partida deste domingo pode ser chamada de "jogo do título" para o São Paulo. Para o Atlético, que vem de quatro derrotas consecutivas, este duelo tem um nome diferente "jogo da recuperação". O time paulista é o líder do Brasileiro com 73 pontos e pode sagrar-se campeão nacional diante do Furacão. O time atleticano ocupa a 13ª posição com 46 pontos, e almeja os três pontos para conquistar uma vaga para a Copa Sul-Americana do ano que vem e embalar para ir motivado para o confronto final frente ao Pachuca, no México.

Para adiar a festa tricolor, neste domingo, às 16h, o Atlético terá duas missões: voltar a mostrar um bom futebol e quebrar o jejum de 23 anos sem vencer os paulistas fora de casa, no nacional. A última vitória atleticana sobre o tricolor paulista aconteceu no dia 7 de maio de 1983, o placar foi de 1 a 0 para o Furacão. Em São Paulo, o Rubro-Negro só venceu o time paulista mais uma vez, no dia 15 de setembro de 1976, o marcador foi de 2 a 0. Ao todos ,os times já se enfrentaram, pelo certame nacional, doze vezes, sendo que o Atlético perdeu oito, empatou duas e venceu apenas mais duas.

A recente rivalidade entre os dois times começou no dia 7 de julho, data da primeira partida da final da Libertadores da América de 2005. Não podendo jogar em casa, a Kyocera Arena, diante de sua torcida, o Furacão teve que ir até Porto Alegre para enfrentar o time paulista. O jogo foi equilibrado, e o marcador ficou apenas no 1 a 1. A decisão foi para São Paulo, exatamente uma semana depois. Os jogadores atleticanos entraram em um Morumbi lotado, 82 mil pessoas empurravam o time são-paulino. Em Curitiba, os torcedores que não foram à capital paulista, se reuniram na Arena para apoiar o Furacão. Mas não deu, o Rubro-Negro perdeu mas ficou para historia a brilhante campanha da equipe na competição.

Neste domingo, a equipe rubro-negra entrará em campo e encontrará a mesma mística. O Morumbi estará lotado, todos os ingressos foram vendidos, e o time paulista quer vencer para por a mão na taça pela quarta vez em sua história. Por isso Furacão vamos adiar esta festa, quebrar este tabu e ir motivado para o México!

Time indefinido

A escalação do time atleticano só deverá ser conhecida momentos antes da partida. Porém o técnico Alvarez já confirmou duas mudanças. Danilo e Gustavo formarão o sistema defensivo, pela primeira vez, e Evanílson entrará no lugar de Jancarlos na lateral-direita.

Poupar ou não poupar? Eis a questão. O comandante atleticano ainda não revelou se irá dar descanso a mais jogadores, privilegiando assim o jogo contra o Pachuca, na próxima quarta-feira ou se dará ritmo de jogo e motivação a seus titulares. Mas o goleiro Cléber, titular absoluto, terá a missão de parar o ataque são-paulino, o melhor do campeonato com 63 gols, cinco a frente do Atlético. Para isso o arqueiro já deu a receita do que a equipe tem que fazer : não deixar o São Paulo chegar a sua meta. “A equipe deles virá para cima da nossa para fazer um gol logo. Temos que estar atentos com as jogadas deles e marcar forte. No jogo na Kyocera Arena, eles mostraram que tocam muito bem a bola. O São Paulo tem os dois volantes como principais jogadores da equipe. Temos que nos concentrar, marcar e sair nos contra-ataques”disse o camisa um.

Duas mudanças na equipe foram confirmadas e talvez sejam as únicas. No treinamento desta sexta-feira, no CT do Caju, o time que treinou foi o seguinte: Cléber; Evanílson, Danilo Gustavo e Michel; Alan Bahia, Erandir, Cristian e Ferreira; Marcos Aurélio e Denis Marques.

Na lista dos relacionados pelo técnico Vadão todos os jogadores qu estão inscritos na Copa Sul-Americana foram chamados, já que após a partida em São Paulo o time irá direto para o México. Além dos 24 listados no torneio sul-americano, Evanílson e Gustavo também figuraram na lista.

Confira abaixo os 26 convocados para o jogo desta quarta:

Goleiros
Cléber
Guilherme
Tiago Cardoso

Laterais
Evanílson
Ivan
Jancarlos
Michel

Zagueiros
César
Danilo
Gustavo
João Leonardo
Rhodolfo

Volantes
Alan Bahia
André Rocha
Chico
Cristian
Erandir
Marcelo Silva

Meias
Ferreira
Válber
William

Atacantes
Denis Marques
Herrera
Marcos Aurélio
Paulo Rink
Pedro Oldoni



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Era uma vez…..

…. um time que vencia mas não convencia. Um time que tinha alguns padrões bem definidos e que quase sempre se repetiam jogo após jogo:…