18 nov 2006 - 22h38

Crianças carentes receberam brinquedos

O gol desta vez não foi do Marcos Aurélio ou do Ferreira, mas deve ser comemorado com a mesma intensidade. No mês de outubro, o torcedor atleticano participou da campanha Solidariedade, esta camisa só se veste por amor e marcou o gol mais bonito do ano. Com o mesmo empenho e dedicação que fizeram da campanha de arrecadação de brinquedos do ano passado um sucesso, vencemos mais uma batalha e centenas de crianças carentes receberam brinquedos desde o Dia das Crianças, em 12 de outubro. Além dos brinquedos, um torcedor atleticano doou latas de leite em pó, também entregues em algumas das instituições.

Com o apoio do site Furacao.com, um grupo de torcedores rubro-negros se uniu mais uma vez para organizar uma nova campanha, mas com o mesmo objetivo: colocar um sorriso no rosto de centenas de crianças carentes. E mais uma vez o objetivo final foi alcançado. Em 2006, foram doados brinquedos a crianças de sete instituições beneficentes e do Hospital Erasto Gaertner.

Colaboradores entregaram brinquedos no Erasto Gaertner


As entregas de brinquedos começaram no Hospital Erasto Gaertner, no dia em que as crianças brincaram em uma festa realizada especialmente para comemorar a data. Cerca de 20 crianças estavam internadas e receberam os presentes. Na Associação Paranaense de Apoio à Criança com Neoplasia (APACN), foram entregues mais de trinta brinquedos, entre eles um tico-tico para os menores. Na instituição, os organizadores da campanha aproveitaram também para distribuir doces e brincar com os pequenos. A escola de educação especial Epheta e a escola de educação especial 29 de março também foram escolhidas pela equipe de organização para receber as doações.

Casa de Almirante Tamandaré também foi beneficiada


O centro de ação social São Francisco de Assis e a casa de apoio assistencial Almirante Tamandaré receberam visitas dos organizadores e, posteriormente, também ganharam os presentes. O primeiro já havia recebido os brinquedos no ano passado, mas devido ao grande número de crianças atendidas, foi presenteado mais uma vez. Na segunda casa, as crianças não costumam ficar muito tempo, por isso o lar recebeu também brinquedos que podem ser usados permanentemente, como o tico-tico para crianças menores. Mesmo com todas as entregas, ainda sobraram cerca de cem brinquedos, que inicialmente seriam guardados para o Natal. Porém, a equipe de organização da ação social foi procurada e o restante dos brinquedos foi entregue para crianças carentes de Pinhais.

Campanha

Assim como em 2005, o Clube Atlético Paranaense apoiou a campanha e alguns jogadores participaram de uma noite de autógrafos e doação de brinquedos, que aconteceu no restaurante Picanha Brava. Com a presença de Paulo Rink, Ferreira, Michel e Marcelo Silva, os organizadores da campanha conseguiram ainda mais doações. Também do clube veio o apoio para que funcionassem as arrecadações em dias de jogos na Kyocera Arena. O goleiro Cléber e o atacante Marcos Aurélio também ajudaram, doando camisas para sorteio e leilão, respectivamente. A camisa laranja do goleiro Cléber foi sorteada em duas oportunidades, mas como os ganhadores não procuraram a organização do sorteio, ela fica guardada para uma nova campanha, que deve ser realizada no Natal. Já a camisa do atacante atleticano foi leiloada e adquirida por um torcedor rubro-negro morador de Ribeirão Preto.

Jogadores ajudaram na arrecadação dos brinquedos


Neste ano, a equipe organizadora da campanha recebeu muita ajuda, tanto de voluntários quanto de patrocinadores. Além do site Furacao.com, do Clube Atlético Paranaense e de todos os atletas que participaram das ações, empresas doaram todo o material gráfico e de divulgação. A empresa DBBD Design e Comunicação criou a marca da campanha, os banners fixados nos postos de arrecadação foram feitos pela Imagem MKT, as camisetas foram confeccionadas pela Theos Confecções, os folders foram doados pela clínica estética A Universus, que também colaborou com brindes para sorteio, e a faixa que divulgou a campanha nos jogos do Furacão foi feita pela Associação de Funcionárioa da Molins Brasil (AFMOL). Vale lembrar também que a torcida organizada Os Fanáticos, o restaurante Picanha Brava e a lanchonete Kharina também colaboraram com brindes para sorteio.

Mas o maior agradecimento dos organizadores da campanha, é claro, é para os torcedores que colaboraram e doaram brinquedos. Com o sucesso, já está sendo pensada e programada uma ação para o Natal. O torcedor atleticano já mostrou sua força quando requisitado para ajudar em campanha beneficentes e deve ficar alerta para novas ações. E para finalizar as ações deste ano, foi sorteada uma camisa do ídolo atleticano Paulo Rink, que voltou ao time e colaborou com a campanha. Deste sorteio, participaram todos os torcedores que doaram brinquedos desde o início da campanha, participando das ações que ocorreram na Kyocera Arena e no restaurante Picanha Brava. Confira se você é o ganhador:

– nº 03009 – uma camisa oficial do Atlético, doada e autografada pelo atacante Paulo Rink

E enquanto uma nova campanha não vem, você pode ajudar as instituições beneficentes doando roupas ou alimentos. Para saber mais detalhes, pode entrar em contato com as mesmas. Seguem as instituições ajudadas em 2006:

Associação Reviver Down – atende pessoas com síndrome de down.
Contato: 41 3254.5180 / http://www.reviverdown.org.br/

Escola de Educação Especial EPHETA – escola para deficientes auditivos.
Contato: 41 3340.6740

APACN – atende crianças com neoplasia.
Contato: 41 8804.7395 (Arlete Baggio)

Escola de Educação Especial 29 de Março – escola para crianças com múltiplas deficiências que utilizam cadeiras de rodas.
Contato: 41 3367.7754

Hospital Erasto Gaertner – atende crianças com câncer.
Contato: 41 3361.5067

Centro de Ação Social São Francisco de Assis – para crianças carentes
Contato: 41 3346.8900

Casa de apoio assistencial Alm. Tamandaré – atende crianças que sofreram abusos físicos dos pais.
Contato: 41 3657.1313



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Era uma vez…..

…. um time que vencia mas não convencia. Um time que tinha alguns padrões bem definidos e que quase sempre se repetiam jogo após jogo:…