19 nov 2006 - 18h18

Furacão arranca empate na festa são-paulina

Para o Atlético, a partida deste domingo, no Morumbi, pouco valia. Apesar disso, o empate por 1 a 1 com o São Paulo serviu para três situações distintas. Para os jogadores, uma motivação extra para a partida de quinta-feira, na semifinal da Copa Sul-Americana. Para o campeonato, o título são-paulino e a eliminação matemática de qualquer perigo de rebaixamento para o Furacão. E para a torcida atleticana, o gostinho de ver que o São Paulo até comemorou o título neste domingo, mas não com a vitória que eles cantaram a semana inteira.

O jogo começou com os dois times bastante nervosos em campo, apostando nas faltas e no jogo truncado. Nesse panorama, apenas num erro do adversário o gol poderia surgir. E foi o que aconteceu. Aos 24 minutos, Souza cobrou uma falta na esquerda dentro da pequena área, Fabão se antecipou aos zagueiros e ao goleiro Cléber e fez 1 a 0 para o São Paulo.

A melhor chance atleticana na etapa inicial foi aos 30 minutos, com Ferreira tentando uma bicicleta dentro da área, mas Rogério Ceni fez boa defesa.

Mas foram as substituições que deram maior movimentação ao jogo, no segundo tempo. Enquanto Muricy Ramalho tentou administrar o jogo, no Atlético, o técnico Vadão armou a estratégia de povoar o meio-de-campo como alternativa para superar o adversário. Para isso, ele tirou Alan Bahia, Denis Marques e Marcos Aurélio para as entradas de Marcelo Silva, Paulo Rink e Válber. Deu certo.

Aos 34 minutos, depois de uma boa jogada de Válber, Cristian recebeu de fora da área e chutou forte, no canto, sem chances de defesa para o goleiro são-paulino: 1 a 1 no placar do Morumbi.

O Furacão teve ainda a chance de virar o marcador aos 39 minutos, com Erandir. Ele recebeu a bola pela direita e chutou forte, mas Rogério Ceni fez boa defesa.

Agora, o Atlético se prepara para o compromisso de quinta-feira, contra o Pachuca, nas semifinais da Copa Sul-Americana. Pelo Brasileirão, o próximo compromisso atleticano é no domingo, contra o Figueirense, na Vila Capanema – jogo com portões fechados, já que o Atlético cumpre suspensão do STJD pelas confusões no clássico contra o Paraná.

%ficha=529%



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Era uma vez…..

…. um time que vencia mas não convencia. Um time que tinha alguns padrões bem definidos e que quase sempre se repetiam jogo após jogo:…