O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
22 nov 2006 - 0h59

Alegrias e tristezas

Começamos o ano de 2006 cheios de esperança, com a certeza de que estaríamos disputando títulos em todas as competições de iríamos participar. Infelizmente, o ano de mais tristezas do que alegrias.

Disputamos um campeonato paranaense cujo nível das equipes era dos mais fracos em todos os tempos, e não conseguimos chegar à final, perdendo dentro de casa para o ADAP, frustrando toda a nossa torcida que esperava ver nosso furacão mais uma vez, conquistar o cetro máximo dentro do estado.

Veio a Copa do Brasil, novamente a esperança de conquistar este título importante e que nos levaria pelo caminho mais curto, a disputar mais uma Libertadores. Novamente nossa alegria durou pouco e enchemos de tristeza e frustração nossos corações rubro-negros. Fomos eliminados pelo fraco time do Volta Redonda, encerrando prematuramente nossa caminhada para conseguir este título que tanto almejamos.

Paralelamente, disputávamos o campeonato brasileiro com um início lastimável, permanecendo por quase todo o primeiro turno na lanterna e na zona do rebaixamento. Posição altamente incômoda e desmerecedora para um time que no ano anterior tinha sido vice-campeão da Copa Libertadores da América.

Aos trancos e barrancos, entra técnico, sai técnico, conseguimos encontrar uma escalação, através do trabalho do Vadão, que trouxe um padrão de jogo para nosso Furacão. Vadão adotou uma nova filosofia de trabalho, definiu um time titular que, certo ou errado, aos poucos foi conquistando vitórias e subindo na tabela, chegando a estar bem próximo de conquistar uma vaga para a Libertadores das Américas.

Depois de partidas memoráveis que nos encheram de alegrias, contra o River Plate pela Sul-americana e contra o Vasco da Gama pelo Brasileiro, vieram novas tristezas, despencamos na tabela, perdemos a oportunidade de lutar por mais uma Libertadores e hoje estamos nos distanciando da vaga para a Sul-americana de 2007.

Resta ainda a esperança de chegar a final da Sul-americana, onde temos uma missão quase impossível, de reverter um resultado na casa do adversário que mostrou ser um time organizado, com excelente toque de bola e um meio campo forte que impôs seu jogo e nos derrotou dentro de nossa Arena.

Esperamos que nossos atletas tenham força de vontade e garra, para fazer o jogo de suas vidas e transformar este finalzinho de temporada em alegrias para a nação rubro-negra paranaense, vencendo o jogo contra o Pachuca pelo placar necessário à nossa classificação e partirmos para a conquista de um título internacional.

Neste domingo, empatando com o São Paulo por 1 x 1, no Morumbi, jogando um segundo tempo primoroso, merecendo inclusive ter saído com uma brilhante vitória, espantamos de vez o fantasma da segundona e ainda estamos colocados entre os classificados para em 2007, disputarmos novamente a Copa Sul-americana. Não podemos deixar de marcar pontos nos próximos compromissos, para garantirmos mais essa participação.

Resta disso tudo, acreditar que nossa Diretoria tenha aprendido a lição e efetue um planejamento bem feito, contratando jogadores com melhor nível para formar um plantel forte em 2007, e possamos voltar a ter muitas alegrias!



Últimas Notícias