11 jan 2007 - 10h59

Manchetes atleticanas desta quinta-feira

Dago prepara contra-ofensiva
“Nosso recurso será para cancelar esses 250 dias e também para discutir a validade da cláusula penal que está em contrariedade à Lei Pelé. Se obtivemos sucesso e o recurso for julgado até julho, ele estaria livre sem ter de pagar o valor da cláusula penal”, explicou Barrinuevo. O início do prazo recursal deve começar ainda esse mês. Procurado por telefone, Marcos Malucelli não foi encontrado ontem para comentar o novo embate jurídico.

 

Rubro-Negro segue fechado para mídia
O elenco do Atlético completou ontem uma semana de isolamento e silêncio. Desde a reapresentação do time rubro-negro, no último dia 3, os jogadores não falam com a imprensa e os portões do CT do Caju seguem fechados para os jornalistas. O período marca o ápice da política de afastamento da equipe dos meios de comunicação.

 

Gols marcam retorno de Dagoberto e Rodrigão
Dagoberto e Rodrigão voltaram a jogar ontem, após meses de inatividade. No jogo-treino contra o Juventus, de Jaraguá do Sul (SC), os dois marcaram gols e garantiram o empate de 2 a 2, no CT do Caju. Em 2006, a expectativa da comissão técnica é que os dois formassem a dupla de ataque ideal. No entanto, Rodrigão, 27 anos, descobriu que estava com hepatite C, em abril, e se afastou do futebol para o tratamento. Ontem, foi seu primeiro jogo desde então. “Fiquei muito feliz por voltar e marcar gol”, comemorou.

 

Atlético-PR garante permanência de Marcos Aurélio
O Atlético Paranaense voltou a contestar a contratação do atacante Marcos Aurélio pelo Santos. O jogador foi anunciado na última terça-feira como novo reforço do Peixe para a temporada-2007.

 

Caso Marcos Aurélio. Atlético jura que não vai ficar assim
A novela ainda está longe do seu final. Tem muita água pra passar debaixo dessa ponte. O Furacão da Baixada voltou a contestar a contratação do atacante Marcos Aurélio pelo Santos. O jogador foi anunciado na última terça-feira como novo reforço do Santos para a temporada-2007. Apesar disso, os advogados do Atlético garantem que o atacante não será registrado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), como anunciou o time da baixada santista.

 


Últimas Notícias