18 jan 2007 - 14h00

Rede Vida é obrigada a "engolir" o Atlético

A célebre frase de Zagallo ("Vocês vão ter de me engolir") poderia ter sido dita pelos juniores do Atlético aos cronistas da Rede Vida após à classificação da equipe para as quartas-de-final da Copa SP de Juniores, obtida nesta quinta-feira diante do Porto, em Taubaté. A Rede Vida transmitiu ao vivo a partida para todo o Brasil e a torcida da equipe da emissora para a classificação do time pernambucano ficou evidente. A seqüência de comentários negativos sobre o Atlético, seus jogadores e a comissão técnica foi tão grande a ponto de submeter o torcedor atleticano que assistiu à partida a um hercúleo teste de paciência.

Durante a partida, o narrador e o comentarista criticaram os jogadores do Atlético e enalteceram as virtudes dos adversários. O técnico Leandro Niehues se recusou a dar uma entrevista ao repórter de campo durante o jogo, algo extremamente comum no futebol profissional, e passou a ser alvo de severas críticas. A partir deste momento, o narrador passou a acusar Leandro de treinador "inoperante" e disse que o Atlético não estava atacando o Porto por culpa da ausência de coragem de seu técnico de mandar o time para cima.

Depois do gol de empate do Porto, marcado aos 33 minutos, a torcida ficou escancarada. Os comentários foram desde "a torcida de Taubaté está apoiando o Porto" até a "se o Paulista e o Andrezinho (jogadores reservas do Porto) tivessem entrado antes, a história seria diferente". No finalzinho da partida, o Atlético teve dois pênaltis a seu favor, escandalosamente não marcados. Em lugar de censurar a arbitragem, o comentarista da Rede Vida elogiou o trabalho do árbitro, dizendo que merecia receber uma nota entre 8,5 e 9. Para explicar a falta em Fernando Mineiro dentro da área, ele disse que o atacante atleticano se jogou ao chão – quando as imagens mostravam o contrário. No lance em que Dudu foi interceptado por um jogador do Porto que colocou a mão na bola dentro da área, o comentarista disse ter ocorrido uma "casualidade" e que era preciso dar um desconto porque o gramado estava muito ruim e prejudicou o zagueiro do Porto.

A saraivada de críticas ao técnico Leandro foi retomada no momento em que as equipes se preparavam para a disputa de pênaltis. Como Leandro havia sido expulso durante o jogo, o quarto árbitro pediu para que ele se retirasse do gramado e o proibiu de orientar os atletas. O narrador aproveitou, então, para fazer um longo discurso contra o treinador, reputando que essa conduta era um péssimo exemplo para todo o Brasil (!).

Ao final, o Atlético derrotou o Porto nos pênaltis e obteve a classificação para as quartas-de-final da Copa SP de Juniores. O tom de decepção da narração foi constrangedor.



Últimas Notícias

Opinião

PlaneJUMENTO

Antes de tudo, dar os devidos créditos ao @fabiangarrett93 que cunhou tal termo no Twitter sendo de uma felicidade incrível pois ilustra perfeitamente aquilo que…