20 jan 2007 - 13h06

Caetano pode jogar na Fiorentina ou no Castellón

Depois da desistência do Naval 1º de Maio em contratar o ex-atacante atleticano Caetano, pode jogar no futebol espanhol ou italiano. Duas equipes demonstraram interesse em ter o jogador na temporada 2007: o Club Deportivo Castellón, da segunda divisão do Campeonato Espanhol, e a Fiorentina, da Itália.

Segundo informações da imprensa espanhola, as negociações com o Club Deportivo Castellón tinham se iniciado através de conversas entre o jogador e o diretor esportivo do clube, Dani Barroso, mas logo foram desmentidas pelo empresário de Caetano, Carlos Arini. Em entrevista à Radio Castellón Cadena SER, o agente disse que não há nenhuma possibilidade de Caetano jogar pelo Castellón. Ainda assim, o presidente do clube espanhol, José Laparra, fez uma tentativa de acerto com o pai do jogador, que mora nos Estados Unidos, através de vídeo-conferência, porém, não obteve nenhuma resposta positiva.

A contratação de um atacante é prioridade para o clube valenciano, mas o fracasso nas negociações dificultam a chegada de um jogador de área. Caetano é a quinta tentativa para o sistema ofensivo. O clube já tentou, sem sucesso, o argentino Ulloa, do San Lorenzo, Guillermo Barros Schelotto, do Boca Juniors, o uruguaio Pacheco, que está se transferindo para o México, e o espanhol Jonathan Soriano, do Espanyol.

Fiorentina

Apesar do clube espanhol afirmar que tem um acordo formal com o jogador, o real motivo para Caetano não fechar com o Castellón, seria uma proposta muito mais vantajosa financeiramente para jogar na Itália, pela Fiorentina. O empresário do jogador em entrevista aos meios de comunicação da Espanha, disse que aguarda pela proposta do clube italiano.

"Caetano ainda é um jovem e quer valorizar a proposta da Fiorentina", disse Carlos Arini. Segundo o empresário do jogador, existe uma nítida diferença entre jogar uma Segunda Divisão espanhola e jogar uma Primeira Divisão Italiana e, nesse caso, o atacante “tem ilusões” em se transferir para a Itália. "É normal um jogador como Caetano, que possui passaporte comunitário, receber diversas propostas de Portugal, Espanha, França e Itália", afirmou o agente.

Referendado pelas passagens nas Seleções de base do Brasil Sub-17 e Sub-18, o contrato de Caetano com o clube de Florença seria de três a quatro anos com possíveis prêmios-extras em caso de conquistas.



Últimas Notícias

Libertadores

Vamos, oh meu Furacão

Os pouco mais de 1.800 km que separam Curitiba de La Plata começaram a ser enfrentados por centenas de atleticanos desde o último fim de…