O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
23 jan 2007 - 0h07

Custo-benefício

Em novembro do ano passado escrevi um texto neste espaço sobre a política de pacotes praticada pelo Atlético. Exemplifiquei, com números, as vantagens da política de sócios adotada pela dupla Gre-Nal, refletidas no ótimo desempenho dos times gaúchos em 2006.

Agora me surpreendo com as lamúrias de parte da torcida atleticana que entende ser cara a mensalidade cobrada dos sócios do nosso FURACÃO. Ora, além da vantagem (incomensurável) de poder participar ativamente das decisões tomadas pela Diretoria do Clube, através do voto, os preços adotados refletem a média nacional adotadas por outras agremiações.

Cito novamente a dupla gaúcha como paradigma das mensalidades: Gêmio e Inter cobram de seus sócios R$ 40,00 e R$ 45,00 para arquibancada (sentando no concreto, sem cobertura) e R$ 80,00 e R$ 90,00 para cadeiras (quase todas descobertas), respectivamente. Isso sem levar em consideração a precariedade dos antigos estádios porto alegrenses (especialmente o beira-rio).

Compreendo a insatisfação dos torcedores de menor poder aquisitivo, afastados há muito tempo da ARENA em razão do alto preço dos ingressos. Mas, agora, quem pode pagar R$ 60,00 e R$ 80,00 assistirá 4 o 5 jogos por mês, pelo preço de 2.

Se o Atlético angariar 15.000 sócios, sendo 6.000 no setor “retas”, o acréscimo na receita mensal do clube passará de R$ 1.000.000,00. Some-se a isso a cota de TV e, aí sim, teremos como competir na disputa por jogadores de primeira linha, que possam firmar contratos longos e criar um vínculo forte com a torcida. Reduziremos substancialmente a “fuga” de Aloísios, Dag…(ops, não vou sujar o texto) e Marcos Aurélios para os times paulistas. Poderemos finalizar a Baixada sem prejudicar a folha de pagamento atual.

A exemplo do torcedor Terence Kendrik Navarro Rodrigues (autor do texto “Não terminem a Arena!”), moro longe de Curitiba e vou me associar e ceder meus ingressos a familiares e amigos. Quero contribuir para o crescimento do FURACÃO e, no dia em que a Baixada, completa, for inaugurada, estarei na minha cadeira com a certeza de ter participado ativamente desse processo.



Últimas Notícias

Brasileiro

Libertadores, estamos chegando!

Na Arena da Baixada, o Athletico enfrentou o Botafogo pela última rodada do Campeonato Brasileiro de 2022. Dependendo somente das suas forças para garantir presença…