25 jan 2007 - 0h04

Fanáticos protestou durante o jogo

Contra tudo e contra todos, a Torcida Organizada Os Fanáticos fez seu protesto durante o segundo tempo da partida contra a Portugues Londrinense, na Kyocera Arena. O Atlético vencia a partida por 1 a 0, gol marcado por Evandro, mas jogava muito mal e corria riscos de sofrer o empate. Por volta dos 30 minutos da etapa final, torcedores localizados no setor Buenos Aires começaram a gritar o nome do técnico Vadão e do auxiliar Gersinho, que estão treinando o time A, que ainda não estreou no Campeonato Paranaense.

Depois, sobraram críticas para os presidentes João Augusto Fleury da Rocha e Mario Celso Petraglia, para o preço dos ingressos e também para os sócios que supostamente teriam votado em favor da atual diretoria. O time também não foi poupado: os torcedores associaram o B a uma palavra de baixo calão, designando a baixa qualidade técnica demonstrada em campo. Poucos se salvaram da saraivada dos torcedores, caso do volante Erandir, que teve seu nome gritado após uma dividida com um jogador da Portuguesa Londrinense.



Últimas Notícias