29 jan 2007 - 17h19

Ação contra Marcos Aurélio é julgada improcedente

A Juíza da 11ª Vara do Trabalho de Curitiba julgou improcedente a ação movida pelo Clube Atlético Paranaense contra o jogador Marcos Aurélio e o Clube Atlético Bragantino. O Rubro-Negro pleiteava o cumprimento de uma cláusula de preferência prevista no contrato de empréstimo firmado pelo Bragantino em abril do ano passado. Em dezembro, a Justiça deferiu o pedido de antecipação de tutela formulado pelo Atlético, impedindo que Marcos Aurélio assinasse contrato com outro clube até a questão ser julgada no seu mérito. Posteriormente, esta decisão foi confirmada em duas ocasiões.

Na última sexta-feira, foi realizada a audiência e a Juíza Rosângela Vidal ouviu as testemunhas apresentadas pelo Atlético e por Marcos Aurélio. Inicialmente, havia sido designada a data de 9 de fevereiro para a publicação da decisão final. Contudo, a sentença foi proferida na tarde desta segunda. De acordo com informações do TRT, a ação foi julgada improcedente e os pedidos formulados pelo Atlético foram rejeitados.

A Justiça do Trabalho de Curitiba já expediu comunicado à CBF informado que a entidade está liberada a registrar o contrato do atacante Marcos Aurélio com o Santos, o que deverá permitir a inscrição do atleta perante a Conmebol para a disputa da Taça Libertadores da América.

Recurso

A decisão proferida nesta segunda-feira é de primeira instância. Contra ela, cabe recurso ao Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região. O Atlético tem prazo até o dia 6 de fevereiro para interpor recurso ordinário. Caso isso aconteça, o caso será reapreciado, desta vez pelos julgadores da segunda instância.



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Era uma vez…..

…. um time que vencia mas não convencia. Um time que tinha alguns padrões bem definidos e que quase sempre se repetiam jogo após jogo:…