16 fev 2007 - 21h56

Duelo inédito na Arena da Baixada

O confronto deste sábado entre Atlético e Adap Galo marca o primeiro jogo da história entre os dois clubes. O adversário do Rubro-Negro no Campeonato Paranaense é o resultado da fusão do Galo Maringá e da Adap, de Campo Mourão.

A história contra as antes separadas agremiações também não vem de longa data. Contra o Galo Maringá, fundado em 2005, após a quebra do tradicional Grêmio Maringá, o Furacão fez dois jogos. O primeiro, na estréia do Paranaense de 2006. Sob o comando de Vinícius Eutrópio, que treinava interinamente a equipe, o Atlético venceu por 2 a 0 (gols de Rodriguinho e Pezzolano) no Willie Davids, pela rodada de abertura do campeonato. O segundo jogo contra o Galo Maringá foi na estréia do alemão Lothar Matthäus no comando atleticano, com a vitória por 1 a 0, na Kyocera Arena.

Se a estréia do time naquele campeonato foi com vitória, o mesmo não podemos dizer do fim precoce da campanha, onde o Atlético, lutando pelo bicampeonato, foi eliminado ainda nas quartas-de-final. E quem era o adversário? A Adap, fundada em 2003, mas que pela primeira vez cruzava o caminho do Furacão. Contra o antigo representante de Campo Mourão, o Rubro-negro teve apenas os dois duelos decisivos, ambos com derrota pelo mesmo marcador: 2 a 1. Novamente sob comando interino de Vinícius Eutrópio (que assumiu o time com a saída de Lothar Matthaus) o time tropeçou na estréia da fase final. No primeiro jogo, em Campo Mourão, Michel Bastos fez o gol de honra do Furacão, com Batista e Marcelo Peabirú fazendo os gols da Adap. No jogo de volta, em Curitiba, o Atlético precisava reverter o placar desfavorável, mas com um futebol apático e sem graça, acabou novamente perdendo para o adversário. O único gol do Atlético foi marcado por Rodrigão. Alex Noronha e Dezinho fizeram os gols do time do interior.

Curiosamente, a derrota para a Adap, na Arena, foi até então apenas a segunda do Atlético para um time do interior na nova Baixada. A primeira vez que um time do interior venceu o Furacão na Arena foi em 2003, para o Grêmio Maringá, futuramente Galo – que anos depois se fundiria com o time de Campo Mourão.

A esperança da torcida atleticana é de que agora é um novo ano. Por isso, a expectativa é de que o time principal do Atlético repita o bom futebol apresentado contra os clubes do interior, quando em dois jogos conseguiu duas goleadas pelo mesmo placar: 5 a 1 contra Nacional (na Baixada) e contra o Roma (em Apucarana).

Campeonato Paranaense – (17/02/07) – Atlético x Adap Galo
L: Kyocera Arena; H: 17h00; A: Marcos Daniel Camargo (PR); T: Banda B (AM 550).

ATLÉTICO: Cléber; Jancarlos, Rogério Corrêa, Marcão e Michel; Marcelo Silva, Alan Bahia, Cristian e Ferreira; Alex Mineiro e Denis Marques. T: Vadão.

ADAP GALO: Vílson; Alex Noronha, Cesar Gaúcho e Dezinho; Deivi, Lino, Amaral, Cipó e Rogério; Marcelo Peabiru e Adriano. T: Itamar Bernardes.



Últimas Notícias

Paranaense

Atletiba acaba empatado

Coritiba e Athletico ficaram no empate de 1 X1 no Couto Pereira no final da tarde, quase noite pelo Paranaense 2024. Mastriani abriu o placar…