19 fev 2007 - 11h04

Nílson Borges relembra o Atletiba dos 4 a 3

Para homenagear o grande craque Nílson Borges, a Furacao.com publica, na semana em que ele está comemorando seu aniversário de 66 anos, uma série de "causos" vividos por este grande personagem do Clube Atlético Paranaense. Conheça, no relato do própio Nílson, um pouquinho mais da história do Rubro-Negro:

O Atletiba dos 4 a 3
por Nílson Borges

O jogo inesquecível da minha carreira foi um Atletiba de 1971, no Belfort Duarte. O jogo começou bem disputado. O Coritiba fez 1 a 0, mas o jogo estava lá e cá. Mas logo em seguida o árbitro marcou um pênalti no Sicupira. Na hora, ele saiu da bola, disse que não dava para cobrar. Até hoje eu brinco com ele sobre isso. Eu, muito besta, perguntei ao Carabina (técnico do Atlético) quem deveria bater. Para quê, né? Lá fui eu para a cobrança. Eu não batia pênalti, nunca gostei. Eu tinha jogado emprestado ao Coritiba e batia bola com o Célio (goleiro do Coritiba), que sabia como eu jogava e batia. Toda marca de pênalti tem um buraco, isso é normal. Eu botei a bola na cal e ela caiu no buraco. Quando eu fui arrumar a bola, o Palmerini (árbitro) falou: é aí mesmo, não mexe. Ele não me deixou arrumar. Eu bati embaixo da bola pra tirar do buraco, ela bateu no travessão e foi pra fora. A pressão aumentou, a torcida cobrando.

Logo depois, eu fiz um gol e o Palmerini, filha da mãe, anulou. Foi aquela discussão e logo depois o Coritiba fez 2 a 0. Aquilo deu uma força pra nós e conseguimos empatar o jogo ainda no primeiro tempo. O Sicupira fez o primeiro e eu fiz o segundo.

Voltamos para o segundo tempo e o Valtinho virou o jogo. Depois, o Amauri foi no fundo e deu uma paulada. Eu tomei coragem e meti a cabeça. Eu não fazia muito gol de cabeça, então esse foi especial. Eu fui à torcida do Coritiba para vibrar na frente deles (risos). O que me jogaram de foguete! Depois do quarto gol, nós começamos a brincar, a botar eles na roda. Eles fizeram o terceiro e daí foi um "pau" desgraçado. Quando acabou o jogo, foi uma festa, a cidade ficou com todo mundo pulando. Foi um negócio incrível.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Resumão

Resolvi escrever o texto somente hoje… Depois do jogo do Ceará, em que o time fez uma boa partida, curiosamente não foi comandado por Felipão…

Fala, Atleticano

Expectativa

Pois é, o que tenho agora é uma expectativa em relação ao futuro do CAP neste ano. Mudamos de técnico, alguns jogadores chegaram, outros foram…