25 fev 2007 - 18h46

Forte chuva motivou o torcedor

Uma forte chuva, acompanhada de muito vento. Esse foi o cenário que repentinamente predominou o segundo tempo do jogo entre Atlético e Engenheiro Beltrão, na Kyocera Arena. Mas nem mesmo o temporal conseguiu diminuir o ânimo dos cerca de 4500 atleticanos presentes na Baixada. Enquanto a chuva aumentava, os gritos de incentivo ao time cresciam na mesmo proporção.

Mesmo os que recuaram para escapar da chuva frontal que vinha em direção das arquibancadas, o estádio inteiro passou grande parte do segundo tempo cantando as tradicionais músicas da torcida atleticana. Uma das que mais se identificou com toda a situação foi a “Furacão êo, Atlético!”, numa referência à força do time em campo contrastando com o temporal que acontecia.

Alguns torcedores decidiram escapar da chuva acompanhando os minutos finais do jogo nos corredores da Baixada, vendo os lances pela transmissão do circuito interno de TV que há no estádio.

Treinadores

Com a forte chuva, até mesmo o técnico do Engenheiro Beltrão, Lio Evaristo, que passou todo o primeiro tempo na área técnica, passando instruções aos seus jogadores, decidiu se “esconder” no banco de reservas do time visitante. No banco do Atlético, no entanto, Vadão continuou em pé, na área técnica, acompanhando os lances da partida, protegido da forte chuva apenas com uma capa.



Últimas Notícias

Hugo Moura comemora golaço marcado na Arena

Brasileiro

Volte sempre, meu vice.

Na Arena da Baixada, Athletico 4 x 2 RB Bragantino. O Athletico entrou em campo com um time bastante modificado, poupando jogadores para o confronto…