11 mar 2007 - 19h33

Vadão comemora goleada, mas rejeita favoritismo

O técnico Vadão ficou satisfeito com a goleada do Atlético sobre o Iguaçu por incríveis por 8 a 0 na tarde deste domingo, na última partida da primeira fase do Campeonato Paranaense. Ele fez elogios especialmente ao ataque da equipe, mas comentou que o time ainda tem muito a evoluir.

O treinador também aproveitou a coletiva após o jogo para descartar o favoritismo atleticano para a próxima fase. Para Oswaldo Alvarez, o conceito de favorito é inútil. Na opinião do comandante atleticano, é preciso jogar bem e fazer valer a superioridade dentro de campo, a firm de evitar alguma derrota não esperada. Confira as principais declarações do técnico:

CAMPANHA
"Nós somos a segunda melhor campanha, só perdemos para o líder (Adap Galo). Tudo isso são vantagens, inclusive para acabar decidindo na Arena. Acho que isso teve importância: a vitória e o número de gols. A equipe levou o jogo a sério e jogou muito bem. Foi um jogo difícil porque até fazer o primeiro gol, o adversário se defendia muito bem. Mas depois disso, o Atlético suplantou o adversário e foi muito bem, rapidamente fez o segundo e o terceiro gols."

LATERAIS
"Nós não podemos depender só do Jancarlos. Temos de variar o jogo com o Michel, ele tem de ir pro fundo do campo, fazer as jogadas. O Ferreira caiu muito pela direita no primeiro tempo, mas no segundo tempo caiu pela esquerda, deu uma equilibrada. O forte nosso é rodar a bola, invertar o jogo. No primeiro tempo, a gente estava meio penso: todo mundo pela direita. Mas no segundo tempo corrigimos isso."

CONDIÇÃO GERAL
"Evoluiu, mas nós ainda estamos longe. Nós temos de melhorar a marcação, nós temos cobrado isso dos nossos atletas. No ano passado, nós já tivemos o quarto melhor ataque do Brasileiro e com a chegada do Alex nós melhoramos ainda mais neste quesito. Mas temos de melhorar na marcação também."

SEGUNDA FASE
"Agora temos de ficar mais atentos porque só passam dois e os nossos adversários são muito qualificados."

MICHEL
O Michel tem mais ou menos a mesma idade (que o Jancarlos), jogou no Atlético Mineiro e em clubes grandes, então tem certa experiência. Neste jogo, nós ficamos meio pensos no primeiro tempo porque jogamos muito com o Jancarlos, mas no segundo tempo exploramos muito bem o lado esquerdo, eu coloquei o Válber por aquele setor."

FAVORITISMO
"Todo mundo agora vai jogar o favoritismo para o Atlético, mas não tem favorito. Favorito é quem joga melhor. Não adianta você ser superior e na prática não correr, não lutar e não mostrar a qualidade. Nós não podemos vacilar. Temos de tomar um cuidado muito grande com esse excesso de favoritismo. Não existe favorito, existe quem joga melhor. Eu comecei a minha carreira em times pequenos e sempre dizia aos meus jogadores que eles tinham chance de vencer os grandes porque no campo a coisa muda de figura."



Últimas Notícias

Paranaense

Atletiba acaba empatado

Coritiba e Athletico ficaram no empate de 1 X1 no Couto Pereira no final da tarde, quase noite pelo Paranaense 2024. Mastriani abriu o placar…