23 mar 2007 - 0h32

A Arena pelos atleticanos

Se cada jogo na história do Atlético pode ser considerado um capítulo, neste domingo a Kyocera Arena terá um capítulo especial nesse enredo. Isso porque, computando as partidas do Rubro-negro desde 24 de junho de 1999, quando foi inaugurado o novo estádio, até hoje, o Atlético já disputou 249 partidas na nova Baixada. Ou seja, neste domingo, a Arena abrirá suas portas pela 250ª vez para abrigar um jogo do Rubro-negro, contando jogos pelos campeonatos Paranaense, Brasileiro, Copa do Brasil, Sul-Minas, Sul-Americana, Libertadores e amistosos.

Em quase sete anos de Arena, o Rubro-negro acumula o excepcional aproveitamento de 70,81% em seus domínios. De acordo com as estatísticas da Furacao.com, foram 159 vitórias, 52 empates e apenas 38 derrotas, com o Atlético tendo marcado 554 gols e sofrido 267.

Nesse período, a maior vitória atleticana em seus domínios foi bastante recente, com a goleada por 8 a 0 sobre o Iguaçu, no Campeonato Paranaense deste ano. Já a maior derrota foi em 03 de agosto do ano passado, quando o Botafogo venceu o Furacão por 5 a 0, pelo Campeonato Brasileiro. O maior freguês atleticano na Arena é o Paraná Clube, que perdeu oito vezes. Já o time que mais vezes venceu o Rubro-negro na Arena é o Internacional, com cinco vitórias no currículo.

“A Baixada ‘pulsa’”

Arena, Joaquim Américo, Baixada, Caldeirão, Kyocera Arena. O nome pouco importa, mas é inegável a relação da torcida atleticana com a sua casa. Poucas torcidas no mundo tem um caso de amor tão grande com o seu estádio, que para os atleticanos ganha o tom de templo sagrado.

Tão sagrado e especial que no momento máximo do futebol, quando a torcida comemora um gol do seu time, os atleticanos imediatamente relacionam à força da Baixada: “Uh, Caldeirão!”. Para exemplificar essa relação de amor e cumplicidade da torcida atleticana com a Arena, a Furacao.com perguntou à sua equipe de colaboradores o que a Baixada significa para você. Confira os depoimentos:

“A Arena representa o pioneirismo, o novo, o moderno, a (boa) revolução. Não creio que seja exagero dividir a história do Atlético em antes e depois da construção da nova Baixada. Se antes da inauguração do novo estádio a torcida atleticana contentava-se com esporádicas boas participações no Brasileiro e com títulos estaduais, depois da inauguração os objetivos tornaram-se maiores. O Atlético passou a ser temido no Brasil e no exterior, e copiado. Dia 24 de junho de 1999: o dia que um novo Atlético nasceu.” – Gustavo Rolin, colaborador da Furacao.com

"Todos os momentos na Kyocera Arena são mágicos, encantadores. Um gol do Atlético, uma vitória conquistada, um lance bonito são presentes que ficam eternizados em cada coração atleticano. Inevitável também é estar na linda e aconchegante Arena e não recordar os belos e memoráveis tempos na velha e saudosa Baixada. Como é bom ser atleticano e ter uma casa própria." – Rogério Andrade, colunista da Furacao.com

"Acredito que a Arena ostenta algo que um clube de futebol pode alcançar em termos de patrimônio. Em relação à torcida, nada mais emocionante do que se preparar e ir em direção ao Joaquim Américo assistir a mais uma partida. Chegar na Buenos Aires, passar pela parte frontal do estádio, atravessar as catracas, e observar a estrutura monumental que recepciona os atleticanos. Tudo isso faz parte de um ‘ritual’. Perder o fôlego quando a pressão das arquibancadas faz o time jogar mais e comemorar o gol gritando “Uh! Caldeirão”. Não há preço que pague ver a Kyocera Arena lotada empurrando o Atlético para mais uma vitória". – Adit Miranda, colaborador da Furacao.com

“A Arena é um orgulho para os atleticanos, uma demonstração de que quando se tem um projeto e se acredita nele, há como torná-lo real. A Arena é magia, é imponência, é um lugar de vitórias, de comemorações, de alegrias, de torcidas vibrando e cantando. A Arena é saudades da velha Baixada para aqueles que a viveram e, ao mesmo tempo, é uma aposta no futuro. A Arena é isto, a Arena somos nós, a Arena é o Clube Atlético Paranaense.” – José Henrique de Faria, colunista da Furacao.com

“O dia 16/12/2001 ficará eternizado na minha memória, o pré-jogo, a chegada cedo na Baixada, toda a torcida empolgada a maior festa que vi uma torcida fazer dentro de um estádio de futebol foi a coisa mais linda que vi e senti, o time entrando em campo e fazendo o resultado de 4 a 2 contra o São Caetano, após o quarto gol sentia que o título de Campeão Brasileiro era nosso. Após aquele dia cada vez que entro na Baixada procuro voltar no tempo e viver novamente aqueles momentos mágicos. Enfim, a Arena da Baixada é sem dúvida alguma a minha segunda casa… – Silvio Toaldo Junior, colaborador da Furacao.com

"O LAR de uma família! Não tem nada mais agradável do que estar em casa, junto com a família. A Arena é a casa Rubro-negra, os pais são os diretores e os irmãos toda a torcida." – Rodrigo Abud, colunista da Furacao.com

"A Arena não é simplesmente um estádio para nós, atleticanos. Acredito que estar na Arena para nós é como estar em casa. Lá temos a liberdade para encontrar amigos, conversar e, é claro, falar do que gostamos. A rotina de ir à Baixada é vício. Quando em um domingo saímos derrotados, saio desanimado com o time e sem vontade de estar lá tão breve. Mas quando chega na quarta ou quinta-feira com jogos, parece que o dia não passa e não vejo a hora de chegar a noite para voltar ao santuário Rubro-negro." – Guilherme Coelho, colunista da Furacao.com

“Desde a inauguração, onde presenciamos os enfeites saindo do fosso simulando um caldeirão fervendo, a galera gritando sem parar fazendo aquele barulho ensurdecedor, todos no mesmo ritmo em prol única e exclusivamente do Furacão, cheguei a conclusão (parodiando los hermanos) que a Baixada "pulsa". Sem dúvida alguma, nossos belos times, nosso marketing, nossa organização, nossa infra-estrutura…. tudo nos faz grande, mas o que faz a diferença é a simbiose perfeita entre a magia do Caldeirão e a fanática e apaixonada torcida. – Lincoln Graça Neto, colunista da Furacao.com



Últimas Notícias

Hugo Moura comemora golaço marcado na Arena

Brasileiro

Volte sempre, meu vice.

Na Arena da Baixada, Athletico 4 x 2 RB Bragantino. O Athletico entrou em campo com um time bastante modificado, poupando jogadores para o confronto…