1 abr 2007 - 11h16

Ídolo atleticano, Washington faz aniversário

Nomes como Sicupira, Jackson, Cireno, Assis, Washington, Oséas, Paulo Rink, Kleber, Alex Mineiro são consagrados na galeria de craques, ídolos e artilheiros do time do Atlético. Em 2004, essa lista ganhou mais um integrante, num misto de faro de gol, superação, amor à camisa, reconhecimento e carinho do torcedor, paixão, coração. Todas essas características que acompanharam o atacante Washington em sua passagem pelo Atlético. Hoje, 1º de abril, o atacante, um dos maiores ídolos recente da torcida atleticana, comemora aniversário.

Comemorando aniversário, Washington vive um momento especial com a camisa do Urawa Red Diamonds, no Japão. Em sua segunda temporada no clube, o atacante é ídolo da torcida local, principalmente depois de ser o principal destaque do time na conquista da J-League do ano passado, quando foi o principal artilheiro da competição, ao lado de Magno Alves.

Coração Valente atleticano

De seus 32 anos de vida, dois anos Washington dedicou ao Atlético. No entanto, apenas um ano foi dentro dos campos. O jogador chegou no clube em 2003, indicado pelo técnico Vadão, para reforçar o ataque atleticano, tendo no currículo passagens de destaque em clubes como Ponte Preta, Paraná Clube, Fenerbahçe, além da Seleção Brasileira. Voltando de uma cirurgia do coração, Washington acabou sendo reprovado nos exames cardíacos, que o impediram de assinar contrato com o clube.

E mesmo não sendo oficialmente jogador do Atlético, neste momento de dificuldade que a relação clube/jogador se consolidou. O Atlético disponibilizou a estrutura do CT do Caju e o corpo médico para acompanhar a recuperação do centroavante. Sete meses depois de desembarcar no CT do Caju (em dezembro de 2003), Washington recebeu a boa notícia: estava clinicamente liberado para jogar futebol e enfim pôde assinar contrato com o Furacão.

Vestindo a camisa atleticana, Washington retribuiu tanto cuidado com gols, muitos gols. Foram 44 gols marcador em 49 jogos com a camisa Rubro-negra. O jogador foi peça fundamental na belíssima campanha no Brasileiro 2004, quando o Atlético foi vice-campeão. E mais: tornou-se o maior artilheiro de uma edição do Campeonato Brasileiro, com 34 gols marcados.

Tanto prestígio rendeu títulos a Washington: Chuteira de Ouro pela Revista Placar; “Personalidade do ano” pelo Jornal do Brasil; eleito o melhor jogador de 2004 pelos internautas da Furacao.com , com 43,2% da preferência; se consagrou como o terceiro maior artilheiro do mundo pela Federação Internacional de Futebol e Estatísticas do Futebol e o quarto maior goleador da história da Arena.

E o mais importante: ganhou o carinho, o reconhecimento e a idolatria de uma nação de mais de um milhão de atleticanos, que ainda têm guardada na memória a imagem do jogador batendo no peito, sob o coração e o símbolo do Furacão, na sua tradicional maneira de comemorar mais um gol para o Atlético. No melhor estilo Coração Valente, Coração Atleticano!

No dia de seu aniversário, a Furacao.com deseja a Washington muitas felicidades. E ficamos na espera que um dia o jogador possa novamente vestir a camisa do Atlético, para dar continuidade a essa história de amor à camisa atleticana, que ele sempre demonstrou.

Clique aqui e relembre detalhes da passagem de Washington no Atlético.



Últimas Notícias

Paranaense

Atletiba acaba empatado

Coritiba e Athletico ficaram no empate de 1 X1 no Couto Pereira no final da tarde, quase noite pelo Paranaense 2024. Mastriani abriu o placar…