17 abr 2007 - 1h08

Conheça o xará goiano

O próximo adversário do Furacão na Copa do Brasil é um dos quatro clubes da cidade de Goiânia, capital do Estado de Goiás. O Atlético Clube Goianiense foi fundado no dia 2 de abril de 1937, sendo o clube mais antigo entre seus rivais da capital goiana (Goiás, Vila Nova e Goiânia). Um dos fundadores do clube, Edison Hermano era flamenguista e por isso decidiu homenagear o Flamengo na escolha das cores do novo clube, adotando-se o uniforme rubro-negro com listras horizontais.

A década de 40 foi marcante para o Atlético Goianiense, quando conquistou três títulos goianos. O “Dragão”, como o clube é conhecido por seus torcedores, foi o primeiro campeão goiano, invicto, em 1944. Ao todo, são nove títulos estaduais: 1944, 1947, 1949, 1955, 1957, 1964, 1970, 1985 e 1988. Em 1957, o clube repetiu a excelente campanha de 44 e novamente foi Campeão Goiano invicto, conquistando, também, o Troféu dos Invictos, realizado no mesmo ano. No atual campeonato, o Atlético tenta quebrar o jejum de quase 20 anos sem título enfrentando o Itumbiara, pelas semifinais – no primeiro jogo, o clube venceu por 3 a 1.

Além dos títulos estaduais, o ACG tem em sua história dois títulos nacionais. Em 1971, venceu o Torneio da Integração Nacional. Este torneio foi disputado por 16 equipes – entre elas, o paranaense União Bandeirante – de 11 estados brasileiros. A final foi vencida frente a Ponte Preta. E em 1990, o Atlético Goianiense conquistou o Campeonato Brasileiro da Série C, batendo o América-MG na final.

No Brasileiro da Série A, o Atlético teve sua primeira participação em 1979, terminando na 62ª colocação. Esteve presente mais duas vezes: 1980 (23º colocado) e 1986 (29º colocado).

Renascimento do Dragão

O Atlético Goianiense passou por momentos ruins há alguns anos. Em 2003, o clube foi rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Goiano. Seu estádio, Antônio Accioly, chegou a ser vendido e quase demolido para a construção de um shopping. Porém, sob a presidência de Valdivino de Oliveira, o Rubro-negro goiano se reestruturou, venceu a segunda divisão do futebol local em 2005 e recuperou seu estádio, que hoje se encontra em reformas para ampliação. A “Caverna do Dragão” deverá estar pronta para a disputa do Brasileiro da Série C.

Grandes atacantes já vestiram a camisa do Dragão. Talvez o maior de todos tenha sido Baltazar, o artilheiro de Deus, que teve grande destaque nacional quando defendeu no Grêmio. Outros atacantes que fazem parte da história do Atlético-GO foram Júlio César, ex-Flamengo, e o folclórico Túlio Maravilha.

Atualmente, o time titular do Atlético Goianiense é: Márcio; Dida, Jairo, Gilson e Possato; Pituca, Robston, Wesley e Anailson; Rômulo e Fábio Oliveira. O técnico é Arthur Neto, que comandou o Furacão na Copa João Havelange, em 2000.

O jogador do Atlético-GO mais conhecido da torcida atleticana sem dúvida é Anaílson, vice-campeão brasileiro em 2001 pelo São Caetano, na inesquecível final contra o Furacão. Anaílson foi contratado através de uma promoção da Federação Goiana, mas há alguns dias renovou seu contrato até 2009. Outro destaque é o atacante Fábio Oliveira, artilheiro do Campeonato Goiano deste ano com 16 gols.

Reencontro entre Rubro-Negros

Se depender de estatística, o Atlético Paranaense sai na frente no confronto de amanhã contra o Atlético Goianiense, nas oitavas-de-final da Copa do Brasil. O Furacão e o xará goiano se enfrentaram uma vez na história, e a vitória foi dos Rubro-Negros Paranaenses. Pelo Campeonato Brasileiro de 1987, os homônimos jogaram no Pinheirão e o time da Baixada fez mais do que vencer, goleou o xará por 3 a 0. Nesta quarta-feira, o palco da partida e a competição serão diferentes. Após 20 anos, nesta quarta, no Serra Dourada, às 20h30, o Atlético Goianiense recebe o Atlético Paranaense, pela Copa do Brasil.



Últimas Notícias

Paranaense

Atletiba acaba empatado

Coritiba e Athletico ficaram no empate de 1 X1 no Couto Pereira no final da tarde, quase noite pelo Paranaense 2024. Mastriani abriu o placar…