29 maio 2007 - 1h56

Paranistas se chateiam com a indicação da Arena

A escolha do estádio para representar o Paraná na candidatura brasileira a país-sede da Copa do Mundo de 2014 acabou sendo encarada por algumas pessoas como disputa clubística e luta pelo poder. Por essa razão, a indicação da Kyocera Arena, natural sob todos os critérios, passou a ser confrontada com o lançamento de um plano liderado pela Federação Paranaense de Futebol, de Onaireves Moura, apoiada por Coritiba Foot Ball Club e por Paraná Clube. As três entidades se lançaram contra Mario Celso Petraglia, presidente do Conselho Deliberativo do Atlético e principal divulgador do projeto da Arena para o Mundial. A idéia da FPF era a de construir um novo estádio em Curitiba, no Bairro do Tarumã, ao custo previsto de R$ 630 mi. Não havia uma destinação exata ao Novo Pinheirão depois da competição – primeiro se divulgou que o Coritiba mandaria seus jogos ali; depois, o clube-parceiro passou a ser o Paraná.

Por isso, a divulgação da escolha da Kyocera Arena pelo Governo do Estado do Paraná causou irritação aos opositores do Atlético – em especial, aos integrantes da Federação Paranaense e torcedores do Paraná Clube. Em lugar de abraçar a causa paranaense de trazer o maior evento esportivo do mundo para a cidade de Curitiba, o que era até então defendido com unhas e dentes, os representantes das instituições passaram a atacar e a torcer contra o plano do Estado do Paraná de receber jogos da Copa de 2014.

A irritação ficou evidenciada inicialmente em matéria publicada pelo site FutebolPR. Logo no título ("Paraná fora da Copa 2014"), a reportagem denota que a imparcialidade foi deixada de lado. A notícia parte de pressupostos equivocados (como apoio da CBF ao plano da FPF e necessidade de capacidade de 45 mil pessoas em estádio de Copa do Mundo) para chegar a uma conclusão no mínimo precipitada: que a Fifa deverá vetar Curitiba para "abraçar" o projeto de Florianópolis.

Site paranista

A verdade que está por trás do texto aparentemente imparcial é que o site FutebolPR deixou de ser um site paranaense e passou a ser um site paranista. No início deste ano, o veículo foi vendido e passou a ser administrado pelo economista Nello Morlotti. Caso o nome não lhe diga muita coisa, leitor, eis o currículo: torcedor representante do Paraná Clube nos programas Tribuna no Esporte e Tempo de Jogo, relações públicas da Federação Paranaense de Futebol e, agora, editor do FutebolPR. Desde que assumiu o comando do site, Nello passou a publicar diversas notas provocativas ao Atlético, ainda sob o manto de uma suposta imparcialidade e de uma alegada intenção de dar uma cobertura aos clubes paranaenses. Não é necessário sequer uma leitura mais atenta para perceber que, em verdade, estes objetivos estão longe de serem perseguidos.

Mensagem de Nello Morlotti no site orkut


Depois do anúncio do Governo e da publicação da matéria no FutebolPR, Nello Morlotti revelou que passará a trabalhar contra a causa do Estado do Paraná. "Nossa luta será para afastar o evento do estado. Copa em Curitiba na sede dos ‘caras’ é o fim do mundo, hein?", escreveu ele em uma comunidade do Paraná Clube no site de relacionamentos orkut. Não ficou claro se o "nossa luta" se referia à Federação Paranaense de Futebol, ao Paraná Esporte, ao FutebolPR ou ao Paraná Clube, entidades das quais Nello faz parte. De todo modo, a declaração soa no mínimo inadequada para quem ocupa o cargo de Relações Públicas da FPF – e que, portanto, deveria estar comprometido com a principal causa do futebol paranaense: a realização da Copa do Mundo em nosso estado.

Os comentários de Nello repercutiram no Fórum Furacao.com e mereceram reprovação por parte de dezenas de torcedores atleticanos. Preocupado, o editor do FutebolPR e diretor da FPF avisou aos integrantes da comunidade do Paraná que havia apagado alguns comentários porque "a escória (sic) atleticana está comentando".

Há menos de um mês, um dirigente do Botafogo (Ricardo Rotenberg) ofendeu torcedores do Flamengo também por meio de comentários no site de relacionamentos orkut. Depois, ele se arrependeu e pediu desculpas. Infelizmente, esse tipo de conduta ainda tem espaço no futebol brasileiro. A Furacao.com lamenta tanto o conteúdo quanto a forma desrespeitosa a que Nello Morlotti se referiu ao Clube Atlético Paranaense e às causas do Estado do Paraná.



Últimas Notícias