24 jun 2007 - 19h13

Lopes destacou espírito de competitividade do time

Mais do que vencer, o Atlético convenceu de que pode apresentar um bom futebol. Essa foi a avaliação do técnico Antonio Lopes após a vitória por 2 a 0 sobre o Palmeiras, no Palestra Itália. O técnico do Atlético ficou bastante satisfeito com o desempenho de todos os setores do time. Essa linear de todo o grupo foi fundamental para a vitória, na opinião do comandante Rubro-negro. “Gostei da nossa equipe, aguerrida, com espírito de competitividade, aplicada na parte tática. Gostei do sistema ofensivo, do defensivo, da parte da criatividade”, afirmou Lopes.

Individualmente, o treinador atleticano destacou a atuação do volante colombiano Valencia, que neste domingo fez seu primeiro jogo oficial com a camisa atleticana.

Confira a análise de Antonio Lopes sobre a partida após a vitória por 2 a 0 sobre o Palmeiras. O jogo marcou a primeira vitória do Furacão sob o comando de Lopes, além de entrar para a história como a primeira vitória do Atlético contra o Palmeiras em São Paulo:

MUDANÇAS NA ESCALAÇÃO:
“O Gustavo entrou porque na última hora tivemos problema com o João (João Leonardo, zagueiro do time atleticano). O João ficou no banco porque tivemos três vetados e nós trouxemos 20 jogadores para São Paulo. Com o Jancarlos vetado e o Tiago também vetado, na manhã de hoje o João também foi vetado e nós optamos por colocá-lo no banco, mesmo sabendo que ele não tinha condições de jogo.”

ATUAÇÃO DA EQUIPE:
“O time foi bem, tivemos uma boa vitória. Jogar com o Palmeiras aqui (no Palestra Itália, em São Paulo) é sempre difícil. O Palmeiras tem uma boa equipe, qualificada, com bom toque de bola. Apesar de não estarem apresentando bons resultados, é um time qualificado. Gostei da nossa equipe, aguerrida, com espírito de competitividade, aplicada na parte tática. Hoje felizmente não tomamos gol, coisa que fazia tempo que o Atlético não conseguia. Gostei do sistema ofensivo, do defensivo, da parte da criatividade. O time alternou bem as jogadas pelos flancos. Podíamos ter feito mais gols, tivemos chances claras.”

VALENCIA:
“Gostei muito do gringo, o Valencia, mostrou que é um grande jogador, tem uma noção de marcação muito boa, sabe sair jogando muito bem, quase não erra nessa saída de bola. E nós ganhamos com o Valencia porque ele não erra passe e ganhamos no contra-ataque. Esse colombiano me agradou muito, acho que ele consertou o nosso meio-campo, teve uma melhoria significativa no meio-campo com a presença dele.”

CLÁSSICO CONTRA O PARANÁ:
“Amanhã a gente começa a pensar no Paraná, que está bem no campeonato, é um time muito rápido, que está bem. Vamos pensar nesta semana e preparar a equipe.”

AMISTOSO EM JOINVILLE:
“Nós fizemos um planejamento, considerando que o grupo de jogadores do Atlético é muito grande, com cerca de 40 jogadores. É humanamente impossível trabalhar com todos eles ao mesmo tempo. Então nós precisamos dividir o nosso grupo, os trabalhos podem ser prejudicados em função de muitos atletas no grupo principal. Fiz vários coletivos com esse pessoal que eu não conhecia, me preocupei em fazer esse planejamento para analisar bem esses jogadores que não conheço. Terça-feira tem outro amistoso, no jogo com o Joinville, e na quarta-feira já encerra essa análise do grupo para formatar o grupo principal e o segundo grupo. E já na quarta-feira passamos a pensar também na categoria de base, principalmente os juniores, para saber o que tem lá. Vamos fazer coletivos com os juniores e continuar colocando em jogos amistosos para saber quem vai pintar no time principal.”



Últimas Notícias

Opinião

PlaneJUMENTO

Antes de tudo, dar os devidos créditos ao @fabiangarrett93 que cunhou tal termo no Twitter sendo de uma felicidade incrível pois ilustra perfeitamente aquilo que…