28 jun 2007 - 15h45

Site oficial alerta para arbitragem no clássico

O site oficial do Clube Atlético Paranaense publicou hoje uma nota de repúdio à escalação do árbitro Héber Roberto Lopes para apitar o clássico de domingo, diante do Paraná.

O juiz paranaense vem comentendo uma série de erros graves neste ano. Um bom exemplo foi a atuação lastimável justamente no último jogo disputado entre Atlético e Paraná, na semi-final do campeonato estadual, interferindo diretamente no resultado, que determinou a eliminação do Furacão no certame.

No último Domingo, Héber Roberto Lopes apitou a vitória do Cruzeiro por 4 x 2 sobre o Atlético-MG, e quase alterou o rumo da partida ao marcar um pênalti inexistente para o galo quando a partida estava empatada em 2 x 2. Contudo, o goleiro do Cruzeiro defendeu a cobrança.

Na Copa do Brasil, Héber teve participação decisiva na classificação do Fluminense para a final, quando determinou a repetição de um pênalti desperdiçado pelo time carioca contra o Brasiliense, um erro destacado por toda a imprensa especializada. Curiosamente, na final do campeonato, contra o Figueirense, o mesmo árbitro foi escalado para apitar mais um jogo do tricolor carioca.

Ao contrário de outros juízes que são afastado temporariamente quando cometem erros desta gravidade, Héber já está escalado para apitar o segundo clássico consecutivo.

Confira a íntegra da nota publicada pelo site oficial do Furacão:

Alerta sobre a arbitragem de sábado

O Clube Atlético Paranaense não pode entender e concordar com a insensibilidade da CBF em escalar o árbitro paranaense Heber Roberto Lopes para apitar a partida de sábado, contra o Paraná Clube, na Vila Capanema. Um árbitro da Federação Paranaense de Futebol e que tem um histórico de prejuízos ao Atlético Paranaense. Quem não lembra dos jogos da semifinal do Campeonato Paranaense deste ano, em que Heber minou o time atleticano durante os 90 minutos com faltas invertidas, pênaltis não marcados e a expulsão de um atleta rubro-negro ainda no primeiro tempo?

Simplesmente não dá para entender o que Heber faz em um jogo importante do Campeonato Brasileiro. É explícita a guerra declarada por Onaireves Moura ao Clube Atlético Paranaense com acusações infundadas e sem sentido. Por tudo isso, o clube não pode aceitar a arbitragem desse juiz, uma vez que todos sabem dos prejuízos que a Federação quer causar ao Furacão. Além disso, nos clássicos regionais realizados na última rodada do Brasileiro foram usados árbitros de fora do Estado, com exceção de São Paulo e Santos, porém nenhum dos dois clubes sofre com represálias de sua Federação…

Desta forma, por que no Paraná é diferente? Por que não usar mesmo peso e mesma moeda? Ou apenas por que não escalar um árbitro de outro Estado?

Todos sabem que o Atlético Paranaense foi vítima de uma orquestrada manobra política para evitar que a Kyocera Arena, estádio mais moderno da América Latina, não fosse indicado como palco curitibano para a Copa do Mundo 2014, que é pleiteada pelo Brasil. Todos sabem de toda a manipulação feita através da Federação Paranaense de Futebol, então presidida pelo hoje afastado Onaireves Moura, para que os jogos da Copa não fossem na Kyocera Arena e sim, em um novo estádio, o qual diziam pelos quatro ventos que seria bancado por um investidor estrangeiro, ainda que a FPF tenha diversas dívidas com vários órgãos públicos.

Fica aqui nosso alerta, mais uma vez, temendo que ao final dos 90 minutos, o Atlético Paranaense saia de campo prejudicado por alguém que pode ter sido influenciado por inimigos declarados do CAP.

Para acessar a notícia, clique aqui



Últimas Notícias

Paranaense

Atletiba acaba empatado

Coritiba e Athletico ficaram no empate de 1 X1 no Couto Pereira no final da tarde, quase noite pelo Paranaense 2024. Mastriani abriu o placar…